domingo, 6 de fevereiro de 2011

"ISTO NÃO PODE SER SÓ ISTO"

"Sinto-me como se tivesse cegado por excesso de olhar o mundo."

Al Berto

Por trás das obras estão os homens. Nos bastidores da obra da arte, o artista. Tão humano como nós, possuidor de crenças, convicções, uma postura perante o mundo. Podemos admirar a obra mas questionar o autor. Hoje trago-vos alguém que admiro por inteiro, tendo neste caso, a paixão pelo homem surgido em primeiro lugar.
PAULO NOZOLINO, um dos fotógrafos Portugueses mais importantes, talvez o mais anti-sistema.
"Isto não é um país, é um espaço de indignidade."
"Aos quinze anos falava quatro línguas. E comecei a ler os livros no original. Comecei a envenenar-me. O mundo não era casas brancas com sardinheiras à janela. (...) A música e a literatura, a poesia, são as coisas que me disseram que isto não pode ser só isto."
"Eu queria o anti-instante decisivo. O momento da contemplação. (...) Capturar algo que tenha a ver com o meu interior e que fique para sempre.(...)
Sempre me habituei a não ter praticamente nada. Um bom par de sapatos, um bom casaco, máquinas e muito rolo, e o dinheiro que houvesse."
"Um dia pego no carro e vou a Auschwitz. A minha vida mudou nesse dia. (...) Depois de Auschwitz somos todos judeus."
"A cidade são as pessoas, e a cabeça das pessoas está cada vez pior."
"O que eu rejeito neste país é a incapacidade de pensar que as pessoas têm. São como carneiros. Como explicas viver num país que aboliu a filosofia?"
" Se fotografei miúdos mortos em Sarajevo...tenho de ter coragem de fotografar a minha tragédia pessoal. Doeu mais fotografar o meu pai agonizante do que todos os mortos de toda a minha vida juntos. Um filho seria ainda pior."

Excertos de entrevistas de Paulo Nozolino
Fotos: Paulo Nozolino

26 comentários:

lolipop disse...

Sem saber o que é um computador, sem nunca ter tocado numa máquina digital, Nozolino assume a fotografia analógica como a única forma de trabalhar e prefere não abdicar dos três anos de «décalage» entre o clique da Leica e a ampliação da imagem. «Depois de fotografar guardo os rolos, passados seis meses revelo-os e vejo as provas de contacto e dois anos mais tarde amplio a fotografia. Preciso dessa distância fria. Só longe de qualquer tipo de emotividade é que consigo olhar para as imagens e perceber o que são. É esse tempo que o analógico exige de que eu não quero prescindir.»

TERNURASSSSSSSSSSS PARA TODOS
BOA SEMANA!
LOLI

Glorinha L de Lion disse...

Amada Loli, estou lendo As Memórias do Livro, de Geraldine Backer, já lestes? As fotos esplêndidas, cruas, emocionantes de Nozolino me remeteram imediatamente ao livro que estou quase a terminar, pois fala dos judeus, de tudo o que passaram através dos séculos, de Sarajevo e de um livro que atravessa os séculos, contando sua estória...adorei a frase que diz que depois de Aushwitz todos nós somos judeus. Teu post tem tudo a ver com meu momento e o livro que leio agora, beijos querida, bom final de domingo,

Wanderley Elian Lima disse...

Oi menina
Sou apaixonado por fotografias. Adorei as fotos, realmente fantásticas.
Bjux

nacasadorau disse...

Sweetie!

Fantástico este teu trabalho! Parabéns!
Para mim é uma revelação.
Nozolino é não só alguém que vê o mundo com toda a clareza, luz e cor, embora o mostra a duas cores, mas também um ser ímpar.
Li, entre outros, Treblinka e nunca mais esquecerei as imagens gravadas nas palavras escritas.
Tal como Nozolino, apesar de tudo, de toda a crueldade que já me foi dada observar e sentir, nunca, mas nunca mais, esquecerei as imagens de sofrimento do meu querido pai a agonizar.

Obrigada pela partilha.

Saio hoje daqui mais nostálgica, mas também mais rica.

Love you loads
Hugs and kisses.

Ângela disse...

Minha flor predileta, minha amiga querida.

Como o próprio artista diz:
"isto não pode ser só isto."

A arte esta muito além do que possamos imaginar, e para tentar entende-la, temos de primeiro tentar entender sua alma,a alma de seu criador.

beijos e carinhos.

Diana disse...

Amei as fotos, ainda mais por saber que ele é "das antigas". Tenho um médico que não usa computador, as fichas das pacientes são todas manuais...li e lembrei dele, até a aparencia é parecida rsrsrs
Sempre que venho aqui fico inspirada com tanta cultura que vc transmite com o blog ^^
Bjs

Ana SS disse...

Fotos incríveis.

BIA disse...

Oi Loli!!!
Muito interessante a obra e pensamentos de Nazolino. Gostei muito de saber mais sobre sua história e cultura. A fotografia é mesmo fascinante. Belo post.
Tenha uma ótima semana!!!
Beijos
Bia

M. disse...

Fantástico post. As fotos. Os texto e o Al Berto (das minhas paixões...)

Marcou-me a frase sobre o campo de concentração...Já estive lá...Como pessoa nunca mais fui a mesma...

Janita disse...

Olá querida Loli.

É como sempre digo, de cada vez que aqui venho maravilho-me com novas descobertas e o conhecimento de seres tão especiais, que quase me parecem de outro mundo.

Acredito que quem conheceu Auschwitz, nunca mais será o mesmo.

Curioso como Nozolino mantendo a arte da fotografia no seu estado mais puro, obtem resultados tão espectaculares.

Sinceramente, vou impressionada.

Grata por tudo o que aqui tenho aprendido, Loli.

Bejinhos com ternura
Janita

Juh Salomé de Beauvoir disse...

A arte, pura, nua e crua...intacta, desprovida de toda e qualquer emotividade...me cativou e me emocionou profundamente.
Parabéns por essa grande e belíssima historia...

Carinhos, e ótima semana!!!!

Tabeteimasu - Denise disse...

Olá minha linda,

Que olhar atento, que sensibilidade.

Um artista singular e conciso com as palavras, tem talento de sobra.

Obrigada por compartilhar um post incrível!

Bjinhos carinhosos

Rogério Pereira disse...

Margarida, nome de flor,
AS imagens são fortes e, depois, belas. Nestes temas espero sempre a dureza, o impacto e a emoção. Só depois verifico se são belas ou não. Quase sempre são e estas também não são excepção...

"Depois de fotografar guardo os rolos, passados seis meses revelo-os e vejo as provas de contacto e dois anos mais tarde amplio a fotografia. Preciso dessa distância fria. Só longe de qualquer tipo de emotividade é que consigo olhar para as imagens e perceber o que são. É esse tempo que o analógico exige de que eu não quero prescindir.»

Transcrevi esta passagem do comentário para dizer que eu faço o contrário: as palavras sirvo-as quentes, enquanto dura a emoção...

KINHA disse...

Olá amiga

Vim lhe desejar uma ótimas noite.

Até amanhã com o post VIAGENS DA KINHA, que já está pronto e programado 7:30 da manhã.
Bjooooooooooooooo.............

http://amigadamoda.blogspot.com

Leo disse...

Loli querida! Poxa, me identifiquei muito com teu blog e com você, tu posta quase que da mesma forma que eu e ainda comenta sobre as postagens nos comentários, como um tesouro a gente só acha se cutucar cada cantinho!

É lindo o trecho de AlBerto, eu o li a algum tempo, bom rever aqui e lá nos comentários o que me deixou é lindo! belíssimas fotografias, fiquei com vontade de sair com uma câmera batendo fotos por aí!

Hoje te deixo com Aldous Huxley!


"Ninguém precisa ir a parte alguma.Como seria bom se todos soubessem disso.
Se apenas soubesse quem realmente sou,deixaria de proceder como penso que sou.
E se parasse de me comportar como penso ser,saberia quem sou(...)"

Beijos!

Nilce disse...

Oi minha querida amiga

A fotografia não é mesmo só ela em si. Traz o fato real daquele momento e isso ele mostra muito bem.
As fotos são sensacionais.
Se Nozolino deixa o tempo matar a emotividade, pra nós ela está muito presente nas fotos.

Excelente semana para ti.

Bjs no coração!

Nilce

PS: Estou para te escrever a dias, mas o desânimo não me deixa.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

que interessante, Margarida. Não conhecia este fotógrafo, que é excelente. As fotos podem ser muito interessantes, mas o fotógrafo é daqueles que a gente precisa parar pra ouvir/ler. gostei muito das frases, do pensamento dele.

poxa, vou pesquisar mais sobre este artista, gostei muito.
boa semana, Margarida! bjs

Blog da Fofa disse...

Lindo trabalho. Fotografia é a arte da saudade. Amo. Um grande beijo com carinho

Maria Helena disse...

Minha linda flor, você é imprescindível na blogosfera! Através deo seu olhar enxergo muito do mundo que era impossível enxergar sozinha. Estou sensibilizada com essa riqueza, com essa arte!Obrigada por essa valiosa e maravilhosa postagem! Bjs!

Astrid Annabelle disse...

Olá Loli!
Gostei desse fotógrafo...do jeito dele...
São criaturas que deixam sua marca bem visível aqui no planetinha..pois fazem a diferença.
Beijo grandão querida.
Astrid Annabelle

Meri Pellens disse...

A tecnologia é boa e auxilia muito, no entanto tira a magia de muita coisas...
Uma coisa é receber um e-mail outra é receber uma carta escrita à mão, selada e entregue pelo carteiro. Assim as fotografias para esse fotógrafo, não?
Beijo na alma, querida Loli.

Lívia Azzi disse...

"A música e a literatura, a poesia, são as coisas que me disseram que isto não pode ser só isto." É essa mesma sensação que tenho quando me encanto por alguma obra, me dá uma curiosidade sem fim de esmiuçar tudo que tiver relação com aquilo... Quero saber como nasceu, como foi pensado, o que se passava para tal...

Incrível essa pessoa que nos apresenta Loli, Paulo Nozolino! Isso que ele disse: "Sempre me habituei a não ter praticamente nada" é um grande desejo da Lara, ter esse desprendimento todo, só que ela não consegue, risos... Sobre a indagação dele quanto à filosofia no país, também não consigo entender. No meu trabalho de conclusão de curso de pedagogia, eu defendi a inclusão da filosofia como disciplina específica no currículo para as escolas que trabalham com disciplinas isoladas; e como componente curricular obrigatório para as que trabalham com eixos temáticos, porque eu também não entendo que não se estude filosofia nas escolas...

As imagens são profundas e marcantes, ele foi coerente e singular até quando o caso foi particular na vida dele, senti até tontura.

Beijos e carinhos, amiga querida!!

Georgia disse...

Oi, lindas fotos, lindas frases...

Ótima semana pra vc tá? Bjinhos!!!

Cammy disse...

Uau Loli!
Adorei este post!!!
Alguns dos quotes dele, irei copiar para mostrar-lo on line!
Tbm as fotos sao otimas!
Um Show!
Um grande beijo! CAMMY

Lu Nogfer disse...

Linda Loli!
Linda arte!

Esqueci de dizer no outro comment:
Seu blog ta um mmo assim:colorido e alegre!

Beijos,minha querida!

Ate mais

Bia Jubiart disse...

Oi Linda Flor!!!

Quase perdia este post fantástico (não depreciando os outros)... Para completar, o ator central aqui, que é o artista se parece demais com o meu maridão, principalmente o nariz, boca e cabelo...
Fiquei duplamente encantada hehehe.

Beijooooooooooo

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger