terça-feira, 7 de dezembro de 2010

CASAS, CAVERNAS, GRUTAS, NINHOS...

Moro num apartamento antigo, pequeno e sem vistas, exceptuando a rua, outros prédios, alguns graffiti nos muros, umas escassas árvores, e um exemplar de couve Portuguesa plantado por um vizinho do rés-do-chão como se fosse uma flor. Apesar da descrição não ser muito apelativa, quando bato a porta e deixo tudo lá fora, sinto-me a flutuar numa bolha, a penetrar numa gruta do tesouro, a resguardar-me das tempestades numa caverna...e o calor do ninho invade-me.
Claro que ás vezes sonho com a casa dos meus sonhos...No exterior seria qualquer coisa parecida com a casa Norueguesa da foto abaixo.
Com livros, música, lareira e uma despensinha, eu até me transformava num hobbit. Mas o meu grande dilema, é que por dentro gostava dela assim...
Já sei, as duas coisas não combinam...Mas a arquitectura fez-se para concretizar o impossível. Um bom exemplo disso é esta casa de chá que o arquitecto Japonês Terunobu Fujimori ergueu num terreno pertencente à sua família.
A Takasugi-an, literalmente "uma casa de chá construída demasiado alto", foi construída em cima de duas árvores, e o acesso faz-se trepando as escadinhas colocadas numa delas.
A vista é de tal modo fantástica, que a paisagem enquadrada na janela, substitui o kakejiku, a pintura tradicional usada nas casas de chá, e que variava de acordo com a época. Pequena? Tem a dimensão perfeita para celebrar um chá em consonância com a natureza.
E nós, o que preferimos, uma caverna ou um ninho? Sou Fujimoto, é um expoente da inovação e criatividade na arquitectura nipónica. Gosta de cavernas e de catedrais góticas. Segundo ele, um ninho é um lugar muito funcional, bem preparado, em que todas as dependências têm à partida demarcada a sua utilização. A caverna é só um espaço "crú" que precisa de ser explorado criativamente.
A esta casinha de fim de semana, construída na zona de Kamakura, Sou Fujimoto chamou "Next Generation House" (Casa da Geração Seguinte). Construída com blocos de cedro esta estrutura modular, possui um interior em "prateleiras" que não delimitando áreas, podem ser ocupadas como se quiser.
Assim...ou assim...
E então...qual destas casinhas escolhiam?

54 comentários:

M. disse...

Sem dúvidas a última para mim.

A Takasugi-an mandava contruir para a minha sogra. Mas como o orçamento é curto...dispensava a escada...

Rogério Pereira disse...

A norueguesa
rima com portuguesa...
mas não havendo uma do outro mundo
ficaria numa lá perto
(Casa da Geração Seguinte)
Embora entre uma e outra,
não fique bem certo
se quereria lá ficar
pois, tal como lhe acontece,
dou preferencia ao meu lar

Chica disse...

A primeira, no chão, com verdes ao lado, mas por dentro só coisas simples e uma lareira... Lindo!beijos,chica

Adriana disse...

...rs, gostei do comentário da sua leitora M.

Mas para mim seria a casa norueguesa.

bjs

orvalho do ceu disse...

Olá,
Tive momentos de caverna... e, se não ficar atenta, posso recair... mas o ninho é aconchegante por demais... como não desejá-lo e fazer por onde estar sempre nele???Abraços fraternos e bjs de paz.

Marli Borges disse...

A primeira, como você, só o exterior. Bjsssss

Wanderley Elian Lima disse...

Para mim seria a primeira. Tenho um sonho que é morar numa cidade a 350 km de BH, chamada Milho Verde, lá o tempo não passou, e até hoje as pessoas saem de casa e deixam a chave na porta. Todo Janeiro fico lá pelo menos 10 dias, a unica coisas que não gosto é a hora de voltar, mas um dia não voltarei.
Bjux

Élys disse...

A primeira, a casa norueguesa, sentindo o gosto da simplicidade, mas com muita vibração de amor.
Beijos.

Lupo disse...

A primeira tb! Mas o que eu queria mesmo é conseguir me sentir em casa estando no lugar que estou, mesmo que não seja realmente a minha casa. =)

Bjo!!!

Anne Lieri disse...

Eu gostei da casinha em cima das duas árvores!Coisa mais louca e diferente!A vista logo de manhã deve ser linda!Muito legal as coisas que posta em seu blog!Bjs,

Glorinha L de Lion disse...

Eu escolheria a primeira, minha querida...tem mais a ver com ninho e eu, como passarinha que sou, adoro um ninho...passarinha que não voa porque não pode voar, mas bem que gostaria...
Gosto de ninhos e coisas e gentes que aconcheguem...talvez por isso, a arquitetura japonesa não me fale muito...tudo muito clean para o meu gosto rústico de ser, algo selvagem até...Pelo lugar onde moro dá para ver do que gosto, não é? Lindo post...me fez refletir sobre mim mesma...beijos,

papoila disse...

A casinha na árvore poderia ser do meu melhor amigo:)) para mim não dava porque de certeza que com as pressas saía disparada e caía!
Escolho a da "nova geração" embora pedisse ao arquitecto umas modificaçõezinhas :))) gosto de espaço...
Adorei este post.

Denise disse...

Olá minha querida!

Lindo post, minha imaginação fluiu, apreciando cada foto...

Ficaria com a última por gostar de modernidade e versatilidade, achei muito bem executado.

Bjo grande!

Carla Nunes disse...

A casa norueguesa é muito massa! Ainda conhecerei a Noruega! :)


:*

Fernanda disse...

Sweet Loli!

A primeira, sem sombra de dúvida.
Do interior eu cuidava e tornaria mais pessoal.

Cheirinho bom a Oriente.
Beijos

Beth/Lilás disse...

Loli, querida!
Pois vejo que a primeira está sendo a vencedora. E eu também fico com ela, pois lembra-me a minha na montanha.
Também gosto desses ninhos, lugares calmos onde o tempo parece parar e podemos fazer muitas coisas.
Sabe como chamo minha casa na montanha? Bat-Caverna.
Seria melhor Beth-Caverna, não achas?
Adorei o post e as belas fotos!
beijocas cariocas

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

eu adoro essas casas com telhados verdes. vc viu em Tokyo o prédio de plantas?

http://www.youtube.com/watch?v=2ECfAKd4WT0

bjs

Lu Nogfer disse...

Ola querida amiga

Vim lhe ver e me desculpar pela ausencia!Logo eu que gosto tanto de comentar mas no momento,to mesmo sem palavras.Acho que sem forças suficiente ainda!
Meu coraçao esta com um corte enorme e nao sei qdo vai cicatrizar.As coisas da vida as vezes nos massacram,ainda bem que temos Deus pra nos socorrer e o apoio dos amigos,claro!
Obrigada por suas palavras de forças.

E nao se preocupe.Vc sempre chegara em tempo até a mim!


Beijos

Paulo Becare Henrique disse...

"E então...qual destas casinhas escolhiam?"

Não seria possível escolher um mix com um pouco de cada uma?
;-)

Identifiquei-me principalmente com sua "vocação" de ser um hobbit, pois desde que entrei em contato com a obra de Tolkien (e também quando assisti aos filmes) fiquei com a ideia fixa de que poderia ser um hobbit e viver felicíssimo com esse estilo de vida.

Achei esse post muito especial, pois acredito que o cantinho em que moramos (ou em que gostaríamos de morar) diz muito sobre quem somos. Foi muito gostoso, através desse aparente* conflito de gostos e tendências, conhecer um pouquinho mais da Lolipop!

* Usei a palavra "aparente" porque embora possam dizer que, esteticamente, seu gosto por um exterior de casa norueguesa e interior japonea seja conflitante, acredito que esse gosto é um reflexo legítimo da riqueza do seu mundo interno.

P.S.: Desculpe o comentário enorme, acho que me empolguei, rs. Beijo carinhoso!

Lu disse...

Oi Linda,eu escolheria a primeira achei lindinha.
Beijo Lu

Maria Helena disse...

Oi, minha querida!

Ainda com os olhos marejados de emoção venho aqui dizer que cada casa ficará mais bela com a presença da sua alma iluminada.
Você me deixou feliz por seguir comigo para fazer curativo na dor de Sônia Cristina. Foi emocionante!
Tenho um profundo carinho por você e navego nas suas palavras embebida de amor que torna o meu blogue mais bonito e cheio de sabedoria.
Obrigada pelo carinho!
Amei a casa norueguesa! Imaginei-me nela!
Bjs

Nilce disse...

Também me sinto assim Margarida. Quando entro e fecho a porta sinto-me no meu ninho, protegida do mundo lá fora.
Ah, a casinha norueguesa com o segundo ambiente seria o ideal. Um sonho de paz e tranquilidade.
Amei o post minha querida.

Bjs no coração!

Nilce

MARIINHA disse...

Olá
Que grande alteração se deu por aqui, quase não reconhecia o teu blogue.
Quanto às folhinhas, vi na net como colocar imagens a cair no blogue. Deu-me algum trabalho, mas acho que ficou giro. Daqui por uns dias vou alterar e vai ficar mais de acordo com a quadra natalícia.
Beijokas

vitorchuvashortstories disse...

Olá Margarida!

Com tanta e tão variada oferta, isto ainda vai demorar uns dias até decidir...
Mas sempre vou adiantando que essa ideia do vizinho plantar couves e nelas conseguir ver uma linda planta, não me parece nada mal nos tempos que correm.
Sabia que nos anos da 2º guerra mundial,tempos de penúria, na green Great Britain, a Rainha transformou os seus jardins em horta, como forma de dar o exemplo aos súbditos, e assim colherem uns vegetaisitos para meter na panela...?
Pois é, olhe que aqui não estaremos longe!!!
Quanto à casinha empoleirada, acho bem gira e atraente, seria a minha favorita; rico miradouro ...enquanto a árvore não cair de madura.

Beijinhos, bom feriado.
Vitor

http://vitorchuvashortstories.wordpress.com/

Fernanda disse...

Querida Loli!

Hoje, apesar de tudo o que disse anteriormente, sinto-me com vontade de viver na 3.
Detesto casas sem telhado. Lembram-me pessoas sem cabeça :))))))))))))
Mas... o interior é deveras "cosy" e depois se estiver bem dentro de uma floresta virgem... não choca nada, bem pelo contrário.

Sabes qual é a minha casa de sonho? a "Lake house" sabes seguramente da que falo.
Aí eu viveria e morreria feliz.

Beijos

A.Tapadinhas disse...

Não consigo escolher porque, por um motivo ou por outro, acabo por gostar de todas!

Eu habito uma vivenda térrea, muito espaçosa, com um grande terreno inculto.
:(
Nesse terreno, eu quero construir um estúdio em madeira. É o meu sonho!

Beijo,
António

Carla Farinazzi disse...

Caramba, Lolipop!!! Que post sensacional! Quanta coisa nova, diferente e linda! Já virei fã do Terunobu Fujimori e do Sou Fujimoto (e de você mais ainda, por me mostrar essas lindices produzidas pela criatividade humana)! Eu escolhia a Takasugi-an. Li um livro uma vez sobre a cerimônia do chá e me encantei!! Quantas lições de vida ali contidas naqueles rituais. Aliás, eu adoro rituais.

Sabe, quero te agradecer por suas palavras e pelo carinho lá no meu PBI e também no blog da Mayra, obrigada, de coração! Fiquei emocionada. Aliás, ando assim, nesses dias. Amanhã e depois, ai, ai, quero só ver a choradeira. Só de pensar já fico com os olhos cheinhos de água. Porque são vitórias, são coisas edificadas, porque sei que o tempo passa e esses momentos não voltam mais. Porque lembro-me de quando ela nasceu e que cabia quase que na palma das minhas mãos. E quando aprendeu a assobiar, antes de falar... e tantas coisas mais.

Bem, desculpe, falei demais, né?

Beijão, querida amiga

Carla

Beatriz - Jubiart disse...

Sem pensar a primeira, mesmo sem nada por dentro. Para quê?
Flor, achei o post super original (como sempre).
Missão cumprida, mandarei um e-mail explicando...

Um abraço cheio de luz para você.

Bjs.

Cantinho She disse...

Caramba que loucura de fotos! Querida Margarida como pode aquela casa naquele fiapo de caule de árvore?... Que loucura! Adorei saber disso, beijo, beijo! ;)
She

Néia (Dulci) disse...

Eu ficaria com a casinha sobre as duas árvores, além de tomar um chazinho gostoso ainda estaria fazendo exercício físico para chegar até ela, rsrs.
Beijos

ONG ALERTA disse...

Onde tivesse um mar para ser curtido, qualquer uma...beijo Lisette.

Tatiana disse...

Margarida querida!!!!Adorei esse teu post,posso ter viajado,mas senti como uma complementacao do meu...rs.
A casinha do cha é um charme so!
Quanto ao nosso lar, nao tenho a menor duvida, que nao depende de tamanho ou lugar,queremos um porto seguro,que nos traiga energia e tranquilidade, mesmo naqueles "descataveis" que mencionei no meu post...rs.
Beijoooocas!!!!

disse...

Loli, sweetie!

Com o mesmo dilema fiquei eu!
Adorava ter um interior decorado como na segunda foto, totalmente oriental.

Um dia, talvez consiga decorar pelo menos o meu quarto assim :)

Beijos
Vim testar a minha nova forma de comentar a ver se mais gente me vai visitar ou não :)

so sad disse...

a ultima! me dá! rs
beijo!

Fabiano Mayrink disse...

Vim retribuir o seu boommm diaa!! :)

Gostei do post, eu já tinha visto a imagem da primeira casa, acho que num blog chamado 'hei astrid' lembro-me que fiquei observando aquela imagem por um tempo, e tentando imaginar como que as arvores ficariam por cima do telhado, fiquei imaginando os troncos no meio da casa como seria, das tres que vc colocou aqui eu ficaria com a norueguesa mesmo, a de blocos só de olhar me deu um abafamento!!! ficaria estagnado nela, não conseguiria morar lá,

eu gosto de coisas modernas mais o antigo me encanta de modo diferente, bjs!

Ângela disse...

Maragarida, acho que você fez post pra mim (ADOREI!!!), Bem, como arquiteta que sou, poderia te dizer que se for da sua vontade posso lhe projetar uma casa com um pouco de cada uma, que tal???? fariamos um projeto exclusivo a lá Lolipopbanzai, seria especial!!!!
Na verdade não importa como ou onde ela esteja o que importa é que ela lhe acolhe!
Hoje estava relendo no meu blog o post que escrevi em 11/05, onde marca o início de nossa amizade, quanta coisa aconteceu depois disso, cada vez que venho aqui fico feliz com tantos comentários, e com tantos seguidores, vc. merece um pedacinho do céu, então já que não posso te dar, te dou um pedacinho do meu coração, onde construi uma morada permanente pra vc., serve esta?????

Tati Pastorello disse...

Oi Lolipop, acho que sou da turma dos ninhos, gosto do espaço, do conforto, da funcionalidade. Aquelas suas primeiras imagens me agradam bastante. Esta casa de cedro, com as prateleiras, me imagino explorando-as como num parque, descobrindo-as e testando possibilidades, mas jamais habitando-a. Preciso da amplidão!
Que barato a casa de chá. Muito bom quando alguém consegue, como Fugimori, expressar sua criatividade em obras concretas. BOm demais.
Beijos.

Mai disse...

Loli,
teu coração, tua alma escolheu um lugar. Casas são abrigos, mas também são mundos onde habitamos...Há ainda os que habitam no mundo. Mas tu habitas em um lugar e tua alma clama por outro... Não escondes isto, enquanto esperas.

Bem, eu me aninho em um lugar pequenino e sonho com o mundo.

beijos, querida.

Ana Lange disse...

Eu gostei da casa de chá. Adoraria ter uma tb!

Lívia Azzi disse...

Oi Loli!!!

Que post mais agradável de ler e visualizar as imagens! Nos fez imaginar!! Andei inquieta para arrumar a "casa" do meu "bolg", deu um pouco de trabalho mas era o que eu esperava... logo vou anunciar a novidade.

Também me sinto em minha casa como você escreveu e que bela composição: "quando bato a porta e deixo tudo lá fora, sinto-me a flutuar numa bolha, a penetrar numa gruta do tesouro, a resguardar-me das tempestades numa caverna...e o calor do ninho invade-me". Eu escolheria o estilo da casa Norueguesa, mas num cantinho em BH em região residencial. Precisei morar três anos no interior de Minas rodeado por serras e muitas árvores para descobrir que não sei me adaptar longe dos centros urbanos!! E claro, com livros, música e um quarto com espelho para dançar...

Doce abraço e beijos!!

Cammy disse...

Oii Loli!!
Obrigada pela dica!!
Voce fica linda com os cabelos vermelhos!!
A respeito das casinhas, eu amei a casa da arvore!
Sobre ser um hobbit...kkk Eu tbm adoraria ser um e morar em uma casinha de hobbit...hahaha
bjao!!!!!!!!!!!

Manuela Freitas disse...

Muito interessante este post e a oferta é variada!...
Eu gosto mais da primeira, para não fugir à regra. O meu sonho é sempre uma casa de madeira, perdida na natureza, que encheria com tudo aquilo que eu gosto: livros, cds, filmes, antiguidades, objectos a que me liga um valor estimativo...Estás a ver assim uma feira da ladra! rssssss
As casas orientais de facto têm uma certa magia, mas são muito minimalistas para o meu gosto! Eu gosto mesmo de andar perdida em coisas e depois surpreender-me «olha isto foi X que me deu, por causa de Y e no sítio W»! Tás a ver o caos em que vivo!!
Beijinhos e isto não é um comentário, parece mais um documentário! rssssssss
Beijinhos,
Manú

Astrid Annabelle disse...

Que incrível este post Loli!
Eu não pretendo morar mais em casas grandes e gosto muito do meu ninho com as minhas coisinhas e com o mar em frente.
Entre as três sugeridas por você escolheria a primeira, sem dúvida.
Sabe que fiquei imaginando descer daquela construída nos troncos finos de árvores...seria uma tragédia!!!rss
Um beijo gostoso querida!
Astrid Annabelle

Sônia Cristina disse...

Olá querida,
Seu blog é belissímo...
adoro cultura japonesa, vou^apreciá-lo inteirinho, é uma questão de tempo...
Obrigada pelas palavras de carinho, obrigada pena honra de sua presença viu?
um bj

Sônia Cristina disse...

Ah e sobre a casa,
Escolheria de cima da árvore, tive uma quando criança, como eu fui feliz...

Thiago disse...

Oi Loli!

Cada construção incrivel! A casa do chá é fantástica! Só os japoneses mesmo. E a casa de blocos de cedro então? Não sei, ainda prefiro as construções convencionais. Mas é ótimo utilizar a criatividade de vez em quando! Entendi perfeitamente o gosto de Sou por cavernas. Muito bom!

Abraço,

Thiago

Betty Gaeta disse...

Oi Margarida,
A decoração de minha casa está sempre por terminar, mas eu adoro o meu cafofo e não troco por nenhum no mundo. Tb não tenho vista para nada, por minha casa é cercada de muros.
Bjkas e um ótimo final de semana para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Paulo Becare Henrique disse...

Loli, que boa notícia você me deu!! Vi há pouco que a tv estatal iraniana está negando a notícia. Mas estou confiante. Não me surpeenderia se descobrissemos que essa negação é apenas uma última estratégia desesperada do governo do Irã para manter o que for possível de manipulação e controle.

Quer dizer que existe um vinho português chamado Post Scriptum? Interessante isso (risos)! Guarde uma garrafa para comemorar a libertação - que certamente será confirmada, assim estamos torcendo - da Sakineh!

Por fim, fico feliz e lisonjeado que você goste dos meus comentários. A recíproca é absolutamente verdadeira. Beijo!

Paulo Becare Henrique disse...

Ah, um adendo: nem precisava se desculpar por compartilhar a notícia comigo. Tenho mais é que te agradecer por você ter se lembrado de mim ao receber a boa notícia. Sinto-me honrado pelo carinho!

Andy Santana disse...

Nossa, adorei aquela casinha suspensa.. e a toda de madeira, queria conhecer pessoalmente!

Ah, eu li um mangá esta semana de moda, aí já baixei o anime.. e em breve sairá o filme deste mangá... é mto legal. beijao

Talles Azigon disse...

Eu amei mesmo
assim
muito
foi a primeira
deu vontade de escrever um poema sobre

Irene Moreira disse...

Loli

Amiga apesar de tudo que constastes , da beelza da cultura e da arquitetura criativa eu ficaria com a Casa Norueguesa por me ser mais dentro da minha maniera de ser.

Beijos

Bah disse...

Acho que essa última de prateleiras de madeira dá um bocado de trabalho se os cupins resolverem invadir o espaço rs..

Kisu!

Beth/Lilás disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger