domingo, 5 de dezembro de 2010

75º ANIVERSÁRIO DA MORTE DE FERNANDO PESSOA

A 30 de Novembro comemorou-se a passagem de 75 anos sobre a morte de Fernando Pessoa. A minha homenagem fica registada sob a forma dum poema dum dos heterónimos de Pessoa de que mais gosto, Ricardo Reis, o poeta que crê nos deuses e nas presenças quase divinas que habitam todas as coisas, que sabe que o tempo passa e que tudo é efémero, que procura a calma, ou pelo menos a sua ilusão. Tão próximo, por isso, se quisermos fazer essa leitura, do Shintoísmo e da filosofia Zen.

Uns, com os olhos postos no passado,

Vêem o que não vêem; outros, fitos

Os mesmos olhos no futuro, vêem

O que não pode ver-se.


Por que tão longe ir pôr o que está perto -

A segurança nossa? Este é o dia,

Esta é a hora, este é o momento, isto

É quem somos, e é tudo.


Perene flui a interminável hora

Que nos confessa nulos. No mesmo hausto

Em que vivemos, morreremos. Colhe

O dia, porque és ele.



In "Odes" de Ricardo Reis
 
...que é qualquer vida? Breves sóis e sono.
 
CARPE DIEM!
BOA SEMANA!

37 comentários:

M. disse...

Um orgulho para a língua portuguesa.

Uma honra para mim o poder ler na minha língua.

Ana SS disse...

Belíssimo. Aqui, agora, Corpo, alma. Tudo se funde...e é isso.

papoila disse...

Hoje, foi o dia ideal para ler este
poema.
Obrigada.
xx

Nilce disse...

Lindo Margarida.
Fernando Pessoa e seus heterônimos são eternos e atuais sempre.

Por aqui tudo bem, um pouco na apuração com os preparativos da Formatura do Max. Essa felicidade me contagiou.

Bjs no coração!

Nilce

Ana Luisa disse...

Lindo, este poema de Reis! Aliás, como todos os poemas do nosso Pessoa!
Bem hajas por não te teres esquecido do Génio!
Puka

Anne Lieri disse...

Que bela maneira de homenagear esse grande poeta!Adorei,amiga!Bjs,

Anne Lieri disse...

Que bela maneira de homenagear esse grande poeta!Adorei,amiga!Bjs,

Teresa Cristina disse...

Olá!!! Seja bem vinda à blogagem coletiva. Eu adoro Fernando Pessoa, gostei de chegar por aqui e ver este poema. Bjus

Lívia Azzi disse...

Homenagem encantadora, Loli!

O passado já se foi e o futuro não nos pertence, é preciso ter lucidez para concentrar-se no momento presente, ter atitude de coerência e sabedoria com o viver bem, ainda que nossos pensamentos tendam a desviar-se constantemente do colher do dia como ele é.

Gosto muito do pensamento de F. Pessoa, sobretudo de um poema intitulado "Amigo Aprendiz".

Beijos e ternuras!

Beth/Lilás disse...

Como era sábio este poeta!
Pois é assim que penso também, devemos colher o dia porque não sabemos do amanhã.
uma linda semaninha é o que lhe desejo.
bjs cariocas

Fernanda disse...

Sweet Loli!

Perfeita esta escolha para homenagear um dos nossos maiores poetas da Língua Portuguesa e da Literatura Universal, muitas vezes comparado com Luís de Camões.

""I don't know what tomorrow will bring… "

Por isso viver é hoje, sim!

Beijinhos


(on the mend)

Rogério Pereira disse...

Uns, com os olhos postos no passado,
Vêem o que não vêem; outros, fitos
Os mesmos olhos no futuro, vêem
O que não pode ver-se.

Comoventemente verdadeiro
dito por um poeta
inteiro!

Beijo

joaquimdocarmo disse...

"...que é qualquer vida? Breves sóis e sono." - Bela homenagem a esse vulto enorme da nossa cultura, qualquer que seja o heterónimo!
Beijinho e muito grato pela sua visita e simpáticas palavras.
Boa semana!

ONG ALERTA disse...

Um gënio....beijo Lisette.

Tia Ném disse...

Belíssimo! Também quero homenageá-lo, rsrs.

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma de nosso corpo, e esquecer nossos caminhos, que nos levam sempre para os mesmos lugares." (Fernando Pessoa)
Bjos: Tia Ném.

ManDrag disse...

Fernando Pessoa nada fez para se tornar famoso, mas o que fez (escreveu) tornou-o imortal.

Abraços

Glorinha L de Lion disse...

Lindo Loli! Mas eu sou mesmo apaixonada pelo heterônimo de Alberto Caeiro : O Guardador de Rebanhos é para mim um dos poemas mais sublimes e belos que alguém já escreveu...Eu amo F Pessoa...fiz questão de "segurar sua mão" quando estive em Lisboa...lugar comum, mas pra mim teve uma importância incrível...às vezes me sinto de tal forma ligada à ele, coisa impressionante! Beijos, linda tua homenagem!

Paulo Becare Henrique disse...

De fato, sinto como se tivesse lido um poema de algum mestre zen-budista. Viva as pessoas de Fernando Pessoa!

António Rosa disse...

Olá lolipop

Desculpe não comentar o seu post, mas tenho numa grande ronda a fazer por mais de 30 blogues, para informar que a pergunta que fez à nossa amiga Astrid Annabelle, do 'Navegante do Infinito', já está respondida e temos tudo preparado para publicarmos um post, enorme e magnífico, que é toda uma experiência de vida, no próximo dia 16 de Dezembro, às 7:30 (Portugal) - 5:30 (Brasil), no 'Cova do Urso'.

Em nome da Astrid e no meu próprio, estamos aqui para agradecer a sua colaboração nesta entrevista.

Saudações amistosas,

António

Wanderley Elian Lima disse...

Sem duvida Fernando Pessoa é um dos maiores escritores de todos os tempos, em seus diversos nomes. Seus poemas são instigantes e nos levam a reflexões.
Bjux

Vitor Chuva disse...

Olá, Margarida!

Passou quase despercebido em vida, poucos deram pela sua morte - anunciada em meia dúzia de linhas, e não na condição de poeta- e terá sido não uma mas várias pessoas que se juntaram num só corpo:acho que nem ele mesmo saberia ao certo quem era...
Sabemos agora que via mais do que o comum dos mortais, muito para além daquilo que estava à vista, e que nos deu isso a conhecer duma forma como só ele foi capaz.
Bem merecidas todas as homenagens que lhe façam, numa altura em que nós, como povo, parece não sabermos mais quem somos...Ele, sabia!

beijinhos.
Vitor

Maria Helena disse...

Que linda e merecida homenagem. Obrigada por me proporcionar a leitura de poesia tão bela.
Você é sempre uma surpresa.Seus posts são cheios de ternura!
Amo seus comentários carinhosos lá no meu blog!
Obrigada por existir!
Bjs

Betty Gaeta disse...

OI Margarida,
aprendi a gostar de poesia qdo conheci Fernando pessoa. Os poemas dele são lindo e o meu preferido é o sobre Antínuo.
Bjkas e uma semana maravilhosa para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Meri Pellens disse...

Lindo poema e perfeita homenagem!
Beijo na alma e uma ótima semana, querida!

Adriana disse...

Olá,

Vim agradecer a visita e simplesmente me apaixonei pelo teu blog. Muitas postagens interessantes, preciso voltar e ler mais um pouco.
Gostei da homenagem que fez a Fernando Pessoa, um grande poeta e escritor.

bjs
Adriana

Manuela Freitas disse...

OLá minha querida,
Sabes que tu me baralhas! Ainda não tive oportunidade de saber muito de ti! Sei que vives em Aveiro, aqui tão próximo, mas fico na dúvida se és portuguesa ou brasileira!...
Quanto a Fernanda Pessoa, comecei a lê-lo na adolescência e foi um dislumbre para mim, posso dizer como Eduardo Lourenço: "Encontrarmos alguém que já nos viveu é qualquer coisa de paradoxal".
Beijinhos,
Manú

Inaie disse...

75 anos? parece inacreditavel....

andreia inoue disse...

ola margarida,ontem vc foi lembrada no nosso almoco.
:D
e fernando pessoa eh tudo de bom,sempreeee.

Paulo Celso disse...

Obrigado pela visita que é sempre especial.
Realmente um retiro de silêncio mexe com a gente. Após o retiro o sentimento de paz através do silêncio permanece.
Falei aqui em casa que todos deveriam fazer esta experiência ao menos uma vez na vida.
Muita paz e abraços.

Fernanda disse...

My sweet and most beloved friend!

Não sei o que está num embrulhinho lindo que recebi hoje...ele tem um coração desenhado, pintado, escrito e recortado que diz assim: Merry Christmas - Sweets for my sweetie!
Love - Loli! :))))))))))))))

Só vou abrir na noite de Natal, não sou tradicionalista, mas gosto de o fazer só na noite.

O que senti? Dá para imaginares?
Sabes como andado "down in the dumps" e ainda "on the mend" ...
Fizeste-me muito feliz, muitooooo
mesmo!
Obrigadaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
Sugar for my honey!!!

Um dia hei-de "vingar-me" :)))

Beijos e abraço enorme.

Luis disse...

Minha Boa Amiga,
Poema muito bem escolhido para homenagear Fernando Pessoa. Há até quem o coloque acima de Camões!
Bem haja pela sua brilhante idiea ao faze-la desta forma!
Um grande e muito amigo beijinho.

Carla Farinazzi disse...

Oi, Lolipop!

Uma das expressões com que mais me idenfico é justamente "carpe diem". E vi pela primeira vez no filme "Sociedade dos Poetas Mortos", em que o personagem de Robin Willians dizia "Fui à floresta porque queria viver intensamente. Sugar a essência da vida. E não, ao morrer, perceber que não vivi"

Linda homenagem a Pessoa, um dos meus preferidos. Amo "Tabacaria".

E lhe digo: Querida amiga! Com gosto, como se o dissesse olhando em teus olhos.

Beijos

Carla

Ana Lange disse...

Que lindo. Me arrepiei toda! Que alegria ele ter vivido pra poder compartilhar maravilhas com a gente!

ferreiralopes disse...

Nesta terça-feira de chuva, como todos os dias agora, passei distraído pelo seu blogue. Também fui sensível à data de morte de Fernando Pessoa... Tem muito gosto no que faz. E eu aprendo muito... Um abraço de amigo.

PRECIOSA disse...

Olá....
Tem um selinho para você em meu blog....
Tenhas uma tarde regada de muito amor...
Preciosa Maria

Irene Moreira disse...

Loli minha querida linda homenagem a Fernando Pessoa.

Adorei fazer essa leitura e vamos viver o dia a cada dia.

Lindo a cada vez que releio me encanto mais.

Beijos

Bah disse...

Tudo tão lindo e tão atual né?

Kisu!

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger