quinta-feira, 10 de março de 2011

UMA LENDA JAPONESA

Esta é mais uma das muitas lendas recolhidas no Japão pelo Português Venceslau de Moraes. Como ele prório dizia..."Aí vai outra história da carochinha..."
Em tempos antigos, vivia feliz um casal já idoso, cuja única alegria consistia num engraçado cãozito.
Uma vez, lembram-se os velhos de cavar a terra no sítio onde o cãozito havia raspado antes com as patas e ali acharam uma enorme quantidade de ouro. Ao lado deles viviam duas más pessoas, que, sabedoras da fortuna dos vizinhos, quiseram ter o mesmo benefício e decidiram pedir-lhes emprestado o cão. Lá o levaram, o bicho negava-se a raspar a terra com as patas, obrigaram-no então, tendo depois cavado bem no sítio, mas só encontraram porcarias. Furiosos, mataram o cão e foram enterrá-lo  junto a um pequeno pinheiro à borda da estrada.
Ora o pinheiro, pôs-se a crescer de maneira descomunal, e o bom velho cortou-o e fez dele um almofariz, destes que se usam para pilar o arroz. Quando lhe deitava qualquer grão para pilar, o bago saía do almofariz em grande abundância, dando-lhe em troco bem mais do que ele tinha posto. O mau velho, então, sempre invejoso e ciumento, pediu ao vizinho que lhe emprestasse o almofariz, mas ao servir-se dele este desfez-se em pedaços. Atirou-o ao fogo e queimou-o. O bom velho arrecadou as cinzas e descobriu que lançando-as sobre as árvores secas, elas começavam a florir...

Excerto adaptado  da lenda "O velho que faz florescer as árvores secas" in "Fala a lenda Japonesa", Wenceslau de Moraes


27 comentários:

papoila disse...

Que linda história!
A bondade prevalecerá...
xx

Glorinha L de Lion disse...

Ai Loli, que estória linda! A inveja mata e seca, nada produz de bom, pq nada sabe produzir, a não ser a cobiça pelo Bem do outro, beijos, minha flor,

Lúcia Soares disse...

Uma lenda preciosa.
O bem sobrevive a tudo.
Transforma-se sempre em alguma coisa boa e produtiva.
e nada vale cobiçar as coisas alheias, porque o que é nosso a nós virá.
Uma linda história que nos traz muitos ensinamentos.
Beijo!

Irene Moreira disse...

Loli

Uma sábia lenda que mostra que a inveja não leva a nada.

"Todos querem o perfume das flores, mas poucos sujam as suas mãos para cultivá-las."
Augusto Cury

Beijos

Ariel disse...

Que estória! Sempre ensinando coisas que valem a pena. Uma cultura muito rica.
Beijo!

BIA disse...

Oi Loli!!!
Eu adoro estas lendas japonesas... confesso que não conhecia muito sobre elas e fiquei conhecendo aqui no teu blog. Especialmente esta mostra como é o comportamento de muitos seres humanos e especialmente esta é uma lição de vida!!! Parabéns por compartilhar estas coisas maravilhosas que nos fazem pessoas melhores e mais humanas. Ameeeiii!!!
Beijoooooosss
Bia

Michelle Lynn disse...

Oi Margarida, que saudade...

Eu estou bem!!! E vc?!!!

Linda a mensagem!! estou lendo um livro sobre a inveja... como pode um sentimento humano ser tão ruim, não é mesmo?!!!

Abraços e volte mais vezes...
Mi

Carla Nunes disse...

É, gente invejosa e má tem em todo lugar! Até rimou! Haha!

Bjim! ;)

Sônia Cristina disse...

Oi Flor,
que linda história da carochinha..
Eu acredito nela!

O bem sempre vence, sempre!

nacasadorau disse...

Sweet Loli!

Fiquei com muita vontade de ler mais.
Sempre disse e sinto, que quanto mais dou mais recebo.
Esta é verdade mais pura e aqui está a prova de como ela é ancestral.

Beijo

avesemasas disse...

Boa noite Margarida,
é uma lenda linda, o bem sempre vencerá o mal, basta acreditar!

Beijinho,
Ana Martins

Ângela disse...

Querida amiga Flor.

A inveja é uma coisa repugnante, medíocre, mas infelizmente as vezes, ela mora ao nosso lado!!!!

beijos, beijos

adoro ouvir sua voz!

diariodumapsi disse...

Ei Loly!
Esta lenda japonesa retrata bem a idéia de que sempre recebemos aquilo que damos, se emitimos coisas boas receberemos de volta coisas boas, ou como diz o velho ditado, quem semeia vento colhe tempestade.
Gd beijo

Juh Salomé de Beauvoir disse...

A grama do vizinho sempre é mais verde, né? Belissima lenda, flor!!!

E como foste de feriado???

Beijosssssssssssssssss. =)

Wanderley Elian Lima disse...

Uma linda lição. A inveja é o pior dos sentimentos, pois é destrutiva.
Bjux

Beth/Lilás disse...

As lendas japonesas são sempre delicadas, voltadas de alguma forma para a natureza e comportamento humano.
adorei!
beijinhos, muitos, cariocas

LuH disse...

Que preciosidade!

Cada um age como o seu interior permite!

Amor é alimento, adubo,faz florir...

é a elevação da alma!

Bjo carinhoso querida!
:)

Long Haired Lady disse...

e assim é o homem que não consegue enxergar alem do seu nariz!

Nilce disse...

Oi Margarida

Que história linda.
A inveja nunca vence o bem, ao contrário ela acaba com o invejoso.
Adorei a Lenda, querida.

Bjs no coração!

Nilce

Paulo Becare Henrique disse...

Loli, acordei com as notícias da tragédia no japão e imediatamente lembrei-me de você...

Não há palavras para descrever a consternação do momento. Espero que você não tenha familiares, parentes ou conhecidos por lá. Ou, se os tiver, que estejam bem. Independentemente de você tê-los ou não, imagino que você esteja com o coração apertado...

Desculpe não aparecer mais por aqui.Infelizmente não estou conseguindo MESMO dar conta de me manter presente em todos os blogs que leio/admiro.

Corina de Oliveira disse...

Adorei a historia :)

Bom fim-de-semana *

Élys disse...

Gosto de lendas, pois sempre tem alguma verdade. Esta mostra que a inveja e a cobiça nada constroem.
Beijos.

Leo disse...

tudo que é feito ou usado pro bem prospera, ainda que pareça que esteja morto ou não valha nada...

Beijooo!!!

Lívia Azzi disse...

Ah, Loli!!!!!

Que vizinhos horríveis... eu não emprestaria os meus pequenos... E se fizessem alguma coisa contra eles eu iria acionar uma bomba na casa deles!

Eu captei a moral da história, mas fiquei em luto pela perda do cãozinho...

Esse bom velho remeteu-me à sabedoria dos estóicos ou dos budistas tibetanos, quer dizer praticava a “impermanência”: ele sabia se ‘contentar com o momento presente, amá-lo o bastante para não desejar nada além dele, nem lamentar o que quer que seja’. E desse amor, fluía a liberdade e a salvação.

Beijos, carinhos e afetos...

Lívia Azzi disse...

Isso que o Paulo escreveu eu também senti... Pensei muito no Alexandre, no Hamilton que tem irmãos lá e em você com seus amigos...

Que fique tudo bem....

Dom Quixote (Thomaz) disse...

Bela história! Agradecemos suas visitas ao nosso cantinho, e ficamos honrados que amigas da Carla Farinazzi (ela escreve bem, né?) nos acompanhem, o que também iremos fazer com constância aqui.

ManDrag disse...

Serão o bem e o mal um reflexo do que podemos encontrar dentro de nós próprios?
Se semearmos amor, colheremos amor... hum, um caso a reflectir.

Abraço

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger