quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

SPUTNIK, MEU AMOR

HARUKI MURAKAMI, foi o primeiro escritor Japonês que li. Talvez ler não seja a palavra exacta. Devorei-o. Em Inglês, mesmo antes de ser traduzido em Português, e depois disso também, porque há pedaços da sua obra que nunca terão uma edição Portuguesa.
SPUTNIK, MEU AMOR é um dos meus eleitos...
"Na Primavera dos seus vinte e dois anos, Sumire apaixonou-se pela primeira vez na vida, Foi um amor intenso como um tornado abatendo-se sobre uma vasta planície -, capaz de tudo arrasar à sua passagem, atirando com todas as coisas ao ar no seu turbilhão, fazendo-as em pequenos pedaços, esmagando-as por completo. Com uma violência que nem por um momento dava sinal de abrandar, o tornado soprou através dos oceanos, arrasando sem misericórdia o templo de Angkor Vat, reduzindo a cinzas a selva indiana, tigres e tudo, para depois, em pleno deserto pérsico, dar lugar a uma tempestade capaz de sepultar sob um mar de areia toda uma exótica cidade fortificada."
É assim que principia uma história com três personagens a viverem afectos desencontrados. Uma história de amor, de desejo, mas também da solidão que habita as margens de ambos. Sós como o satélite que dá nome ao livro, sem nunca verdadeiramente se encontrarem, são todos por breves momentos, apenas companheiros de viagem...."the next instant, we would be in absolute solitude, until we'd burn up and became nothing."
"O gelo é frio e as rosas são vermelhas. Estou apaixonada. E este amor vai decerto arrastar-me para longe. A corrente é demasiado forte, não tenho escolha possível. Mas já não posso voltar atrás. Só posso deixar-me ir com a maré. Mesmo que comece a arder, mesmo que desapareça para sempre."

Esta passagem, esteve na origem da única e lacónica frase que compõe o meu perfil.

A foto da capa, não é a original, mas um trabalho de duas amigas que recriam capas de livros e as publicam num blogue a visitar,

35 comentários:

M. disse...

Há mais autores japoneses?

lol


Gosto muito. Uma escrita peculiar e com marcas orientais sem cair em paradigmas bacocos:)


As tuas amigas são talentosas:)

Não queres ser minha amiga:)?

lolipop disse...

M.

As minhas amigas são todas fantásticas...incluindo tu!

bjo

M. disse...

Gosto das tuas mentiras:)

Margarida! Sempre que digo o teu nome oiço o Luis Miguel Cintra a canta-lo...(os canibais...lol)

Rogério Pereira disse...

RÉPLICA
Estive apaixonado. E essa paixão arrastou-me para o amor. A corrente foi forte, mas senti que teria escolha possível, que podia voltar atrás. Mas, na verdade, não quis e deixei-me ir, docemente, com a maré. Nada me fará desistir, sair...Mesmo que a chama me consuma ou desapareça para sempre. Acho que tal acontece a quem ama e mantenha a chama...

Tabeteimasu - Denise disse...

Olá minha bela flor,

Que coisa mais magnífica em conhecer um pouquinho desta obra singular, adorei!

As suas amigas são talentosíssimas!

Bjão carinhoso

BIA disse...

Oi Loli!!!
Nooosaaa!!! Esse é o tipo de livro que a gente pega e não consegue mais largar, não para nem para lanchar, pois livro bom é assim... prendem a atenção... pelo trecho já deu para perceber que é muito bom mesmo!!! Pra te falar a verdade nunca li nenhum autor japonês, já li um livro de crônica japonesa escrito por Nicolas Bouvier que nasceu em Genebra... tb já li muitos livros sobre o japão mas curiosamente não de escritores japoneses...
Ah!!! Dei uma olhada nos teus posts anteriores e adorei as tuas fotos e os lugares que tu viajou... muito bacana mesmo!!! Os posts também são incríveis com vários assuntos do Japão que eu também me identifico!!!
Beijos
Bia

andreia inoue disse...

ola margarida.
sua amiga tem um talento fora de serie,vc sbe me dizer se tem aqui no Brasil?
beijao.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Margarida
Sempre que leio seus posts, aprendo um pouco mais. Adoro.
Bjux

nacasadorau disse...

Sweetie!

Ainda bem que tive a oportunidade de ler este texto antes de me deitar...
Tenho que ler esse livro.
Sou absolutamente fanática por obras que têm tanto de fantástico como de inimaginávelmente possível, e que são no fundo, o que todos nós sonhamos e desejamos para nós.
Um amor assim avassalador.
Vou conhecer as amigas prodigiosas, mais logo.

Hug

ONG ALERTA disse...

Sáo ensinamentos para todos nós, beijo Lisette.

Bia Jubiart disse...

Boa noite Bella Flor!

Este autor não conheço. Deixou a impressão de muito denso... E contido...

Amanhã tem uma série de brincos... passa lá!

Beijos e carinhos

Lívia Azzi disse...

Ah Loli, agora entendi porque você disse ontem que eu a acharia "um pouco louca": "há pedaços da sua obra que nunca terão uma edição Portuguesa".

Visitei tua amiga no o re-cover, elegante e fascinante blog repleto de arte!

Os fragmentos que compartilhou são lindos, agora entendi a frase de teu perfil e tem perfeito sincronismo com nossos três Ls. Melhor queimar!!


Beijos e ternuras........

Te adoro tanto!!

António Rosa disse...

Loli,

Apreciei muito este post, ainda por cima não conhecia o autor.

O amor é assim, não é? E a boa literatura sabe captar muito bem esse sentimento.

Bom fim-de-semana,

António

Carla Farinazzi disse...

Oi Loli!

Fiquei curiosa a respeito do livro e do autor, gostei bastante das citações. Eu também me deixo levar pela correnteza das paixões. Não luto contra a maré, me entrego, por mais absurda que seja a paixão...

Beijos

Carla

Corina de Oliveira disse...

Você tem de facto um blog maravilhoso :)

Betty Gaeta disse...

Oi Margarida,
Este livro já está traduzido para o português? Pelo jeito é belíssimo!
Bjkas e uma quinta-feira maravilhosa para vc.

www.gosto-disto.com

KINHA disse...

Olá Margarida

Venha participar do SORTEIO das JOIAS.....estou esperando por vc aqui no bloguito...

Bjooooooooooooo.............

http://amigadamoda.blogspot.com

KINHA disse...

Olá Margarida

Venha participar do SORTEIO das JOIAS.....estou esperando por vc aqui no bloguito...

Bjooooooooooooo.............

http://amigadamoda.blogspot.com

Anne Lieri disse...

Loli,deve ser um romance intenso e lindo que impressiona!Gostei de conhecer mais sobre a literatura japonesa.Não conheço nada a respeito.Ótimo post!Bjs,

Maria Helena disse...

Oi, querida Flor!
Impossível chegar aqui no seu cantinho e não me emocionar!
Saio mais rica, sabia?
Obrigada por isso!
Bjs!

Lu Nogfer disse...

Ola querida Loli!

Fantasticas e criativas as meninas!

Quanto a obra:Belissima
Com certeza uma leitura que prende!
Belo post!

Beijos com carinho

Carla Nunes disse...

Gostei!;)

Bjim :*

Glorinha L de Lion disse...

Que lindo texto Loli! Fiquei encantada com esse autor! O livro tem tudo a ver comigo, com o jeito derramado de sua escrita... Me apaixonei! E a capa das tuas amigas, está mesmo sensacional! Sabe que ler esse trecho aqui me inspirou? Vou lá escrever um pouco....beijos amoreco!

Malu disse...

Margarida ,

Sensacional !
Aliás , todo seu blog o é ... :)
Sempre trazes novidades de alto
nível e bom gosto.



Bjo Grande.

José Maria Lobato disse...

Olá caríssima Loli!!!
Desculpe o atraso, mas venho agradecer sua visita e carinhoso comentário no meu blogue, espero poder voltar a revê-la muitas vezes, será um prazer, retribuirei com certeza aqui no seu espaço ao qual voltarei com tempo para um olhar mais profundo!!!
Agradeço ainda sua participação no meu desafio.
Estou a seguir uma ordem cronológica dos desafios propostos, assim que chegar sua vez com certeza terei o maior prazer em executar uma peça ou um relógio sobre o tema "Japão", bom desafio, sem dúvida, uma Geisha deve ficar mesmo linda num relógio, Uauu! Depois aviso quando estiver pronto, ok???
beijinhos Lusitanos, Zé Maria

Bah disse...

Acho que não posso ler senão posso me identificar com a história rs... Mas adorei esses trechos. Deveras interessante essa leitura.

Kisu!

Bah disse...

Acho que não posso ler senão posso me identificar com a história rs... Mas adorei esses trechos. Deveras interessante essa leitura.

Kisu!

. intemporal . disse...

.

.

. simples.mente um escritor de des.lumbre . a.cima de todas e quais.quer expectativas .

.

. um bom fim.de.semana .

.

. e um apontamento de ternura .

.

.

o etnógrafo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
o etnógrafo disse...

Muito lindo...seu blog é sempre inspirador LOLI, esatva com saudades de seu cantinho.
Que pelo que vejo anda um poco bem diferente...:D

beijos,

Danilo

nacasadorau disse...

Sweet friend!

O que estarás tu a preparar?
Tudo bem?
Hope so...
Hug

LuH disse...

Querida Lolipop


Seus posts são como miçangas escolhidas para adornar o vestido mais precioso...Embelezam os olhos de quem as vê...

Tudo aqui é preciso e traz calmarias...mesmo os vendavais que encontramos no amor...

Amor sempre será nosso assunto preferido, não me canso de lê-lo e de falar dele tb.

Sou eterna apaixonada!

Carinhosamente

Fabiano Mayrink disse...

Oi Loly, é sempre bom ler livros que nos interessam, lemos e não conseguimos parar de ler, imagens se formam na cabeça, é sempre magico! Brigado pelo comentário :)

Ângela disse...

Minha Flor, a tempos me sinto curiosa por esse autor, primeiro por você tê-lo citado várias vezes, agora nos mostrando lindos trechos de sua obra.
Com certeza vou conhecer suas amigas.
beijos e muitos carinhos.

Leo disse...

Eu gostei tanto dos fragmentos, Loli. fiquei com muita vontade de ler Murakami. O primeiro e único escritor Japonês que li até agora foi Yukio Mishima - Confissões de uma máscara - e gostei por demais!

Gostei muito do blog Re-cover, como disseram no comentário mais acima, suas amigas são talentosas!!

Beeeijo, Loli!!

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger