segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

YOKO ONO

Que sabemos nós daqueles que julgamos conhecer? Que conhecemos nós além de meia dúzia de imagens clichês que supostamente resumem o que o outro é?
Que sabemos nós, afinal, da mulher que viveu na sombra do Beatle mais famoso? YOKO ONO...
Nascida em 1933, cresceu em Tóquio no seio duma família aristocrática. A mãe era uma "socialite", o pai banqueiro, os dois provenientes de famílias com relações políticas e sociais do mais alto nível. Frequentou uma escola de elite. Um dos seus colegas era o Príncipe Akihito, agora Imperador do Japão. Teve uma infância de solidão e privilégios, sem amigos.
Durante os bombardeamentos a Tóquio, na II Guerra Mundial, Yoko foi levada para o campo. O património da família foi confiscado para ajudar a financiar os esforços de guerra. Quando tudo acabou, o trabalho levou o pai para os Estados Unidos, onde Yoko começou a frequentar uma escola de música, mas desde cedo manifestando gosto pela arte experimental e afastando-se dos clássicos, num desafio ás convenções e expectativas familiares.
Enfrentando o desagrado dos pais, casou com o compositor avant-garde Japonês Toshi Ichiyanagi. Quando o casamento acabou, Ono, profundamente deprimida, tentou o suicidio. Do segundo casamento com o músico de jazz e promotor Americano Tony Cox, teve uma filha, Kyoko, em 1963. Mas a família ficou em segundo plano. Yoko Ono, cada vez mais envolvida em diversas actividades artísticas, conheceu John Lennon em 1966, e os dois acabaram por pôr fim aos respectivos relacionamentos e casaram em 1969, fazendo da cama bandeira de protesto contra a Guerra no Vietnam. Pela primeira vez, disse ela, não se sentia sózinha.
Em 1971, o ex-marido, Tony Cox, desapareceu com a filha Kyoko, que Yoko procurou desesperadamente durante anos, para a voltar a ver apenas nos anos 90. Em 1975, a alegria com o nascimento de Sean Lennon foi obscurecida por essa perda. A 8 de Dezembro de 1980, Lennon é assassinado á porta do seu apartamento em Nova Iorque. Yoko Ono estava novamente sózinha. Mais tarde, o reencontro com a filha, trouxe-lhe dois netos. Hoje, com 77 anos, a preparar duas exposições, e com um álbum lançado recentemente, Ono revela os segredos do seu aspecto invejável: "Seja positivo, nunca coma depois das 8 da noite, e caminhe todos os dias." Ou talvez o segredo esteja antes nestas instruções que ela escreveu em 1966, como peças de voz para um soprano:
"SCREAM. 1. AGAINST THE WIND 2. AGAINST THE WALL 3.  AGAINST THE SKY"
YOKO ONO, VOICE PIECE FOR SOPRANO

Referências: The Gentlewoman, issue nº2
Fotos: Willy Vanderperre

32 comentários:

M. disse...

Acho que conheço a Yoko para além dos cliché...

Mas não tanto como revelas no post.

Tenho dela boa impressão (por instinto) e o amor dela e do Jonh é dos mais bonitos que já vi.

Como cantora não me espanta. Mas gosta dela no papel militante e nas artes plásticas.


Se servia para o John Lennon, serve para mim:)

Beatriz - Jubiart disse...

Sempre a admirei, pela sua discrição, realmente os anos estão sendo muitos generosos com ela, se bem que sou suspeita, adoro os orientais rsrsr.

Menina Linda!
As fotos dos mimos da Jubiart ficaram perfeitos, amei! (não precisava tanto, porém agradeço de coração).

Uma semana de luz e um 2011 cheio de boas surpresas...

Beijos.

Paulo Becare Henrique disse...

De fato, eu não conhecia praticamente nada da história da Yoko Ono, mas sempre desconfiei dessa mania que muitos têm de amar odiá-la.

É importante que saibamos - por isso gostei desse post - que, por trás dessa persona pública, existe uma mulher de carne e osso, com uma história subjetiva que, assim como acontece com cada um de nós, a constitui como ser humano, para além de todos os clichês midiáticos.

Lu disse...

Oi Margarida,que bom poder conhecer um pouquinho mais da Yoko.
Sempre a vi como uma pessoa triste
e sofrida não sabia porque mas ela sempre me passava essa impressão mesmo antes da morte do Jhon Lennon.
Agora entendi o porque.
Beijo Lu

Ana SS disse...

Quantos clichê vazios há nesse mundo.
Adorei as explicações.

Lívia Azzi disse...

Olá, querida Loli!

Eu também não conhecia praticamente nada da história da Yoko Ono. Mas, mesmo assim, eu já simpatizava com a figura e o caso da cama bandeira com John Lennon,e agora mais ainda, depois de sua reflexiva apresentação, achei fascinante!

De fato, não devemos julgar conhecer ninguém, até conosco mesmos podemos nós surpreender...

Ternuras e beijos!!

Astrid Annabelle disse...

Uma mulher incrível, não é Loli?
Eu não sabia de todos esses fatos que relatou no post. Porém sempre a admirei por ser a companheira do John Lennon.
"SCREAM. 1. AGAINST THE WIND 2. AGAINST THE WALL 3. AGAINST THE SKY"
isso eu achei muito interessante. Muito!
Volto para casa mais rica...aprendi muito por aqui hoje!
beijo grande querida.
Astrid Annabelle

andreia inoue disse...

para ser sincera,nao sabia muito sobre ela,so o basico que todo mundo sabe,gostei do post sobre ela,despertou curiosidade.
um beijao.

Glorinha L de Lion disse...

Confesso, eu confesso que tinha uma certa antipatia pela Yoko. Puro preconceito por causa do se falava dela na época. Por causa da imprensa que a mostrava como a desvirtualizadora do Lennon. Mas foi legal saber disso tudo e vê-la hj em dia, uma mulher digna e cheia de personalidade, senhora de si aos 70 anos. As pessoas têm mania de julgar as outras sem direito a defesa, deslealmente. Acho que esse post caiu como uma luva pra muita gente. Beijos,

Ângela disse...

Como sempre você ensinando e eu aprendendo!!!!
Sempre gostei dela, porque, não sei te dizer e agora gosto mais ainda. Ela ainda é uma bela mulher com seus setenta e poucos anos. Lindo post, amiga querida.
beijos e borboletas.

António Rosa disse...

Sempre foi uma figura distante e olhe que sou da geração em que a 'conheci' quando todos éramos jovens. Belas fotos.

Maria Helena disse...

Minha querida,
Cada ser humano traz uma história imperdível por trás da embalagem da alma. A história de Yoko é comovente! A história de amor com o
John Lennon é uma das mais belas e marcantes que já vi.
Yoko é uma referência de garra de irreverência, de luta, de amor...
Sua postagem foi um grande presente de ano novo. Conheci detalhes que desconhecia.
Abraços!

Betty Gaeta disse...

Oi Margarida,
Eu sabia uma parte da história dela devido ao livro "A Balada de John e Yoko", que é lindo!
Gosto um bocadinho dela, mas tenho ciúme do que ela fez com a vida do John... pode?
Bjkas e uma ótima 3ª-feira para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Ana Lange disse...

Puxa, não sabia muito da história dela. Acho que por tudo que ela passou na vida e depois ter seu grande amor assassinado não é nada fácil a pessoa mostrar um sorriso na cara quando se está triste.
Agora entendo muita coisa.

nacasadorau disse...

Sweet Loli!

Conhecia e admirava Yoko Ono, mas agora ainda mais fortemente.
Obrigada pelos tuas sempre oportunos posts.
Mais uma japonesa que ficará para a história, mesmo sendo "levemente" ofuscada pelo enorme vulto que foi John Lennon.

Hug Hugggggggggggg
Kisses

Nilce disse...

Sensacional o seu post Margarida.
Não conhecia toda a história de Yoko, e mesmo assim sempre a admirei muito.
Obrigada por compartilhar mais esta, amiga querida.

Bjs no coração!

Nilce

Alihne disse...

Olá Lili,

Post mto B ELO...
Texto e !magens excelentes...

Beijinho

BIA disse...

Olá!!!
Amei essa postagem, pois tenho grande admiração por Yoko Ono, pelos Beatles , por tudo o que eles representaram na música, pela luta de John Lennon por um mundo mais justo, mais humano e por tudo o que ele realmente fez, muito mais do que qualquer politico!!! Junto com Yoko Ono eles lutaram por um mundo melhor, de amor, paz, justiça, igualdade, humanidade, criaram instituições e enfrentaram os poderosos, representavam à luta contra o poder das armas e da ganância, até hoje Yoko continua o seu sonho, mantem as instituições que criaram juntos e continua sua batalha tendo muitos parceiros pelo mundo, ela nunca deixou de levar à frente o sonho construído junto à Lennon e segue sua luta por um mundo melhor, sem violência. Não é à toa que ela foi a musa inspiradora de Lennon, somente uma grande mulher poderia ter conquistado e convivido durante tantos anos com John Lennon. A mais linda história de amor de todos os tempos. Ficaram para sempre como o casal mais lindo, unido, sincero e de puro amor. Eu a amo muito, a admiro por ser uma mulher brilhante, por continuar a lutar pela Paz e por um mundo melhor. Além de tudo isso tb amo o Japão e adorei o seu blog, gostaria de ler todas as postagens mas fica difícil por falta de tempo mas sempre que puder vou vir aqui com mais calma para ler tudo com atenção porque realmente é muito bom!!! Parabéns!!! Se quiseres me conhecer e me seguir vou ficar bem feliz!!! Meu blog é www.biapensamentos.blogspot.com
HAPPY NEW YEAR
Bia

Inaie disse...

E eu nao sabia mesmo quase nada. Sabia que ela tinha se casado com Lennon, nao sabia dos maridos anteriores, da filha, da solidao e da familia importante.
Sabia da sede de arte, da contrariedade as regras, do grito pela liberdade.

Obrigada, querida!

ONG ALERTA disse...

A magia do amor...beijo Lisette.

Gonzo Sade disse...

Gostei. Sem falar que ela influenciou até nos vocais do Jhon, com seu canto oriental. Vemos isso claramente no belíssimo Plastc ono band.
www.lapadanopancreas.blogspot.com

Beth/Lilás disse...

Querida Loli!
Eu sabia um bocadito sobre a vida dela, mas não tanto, mas sabia que era de família tradicional japonesa e uma mulher fina. No entanto, a mídia americana e internacional deturpou um pouco sua imagem naquelas décadas dos Beatles, sempre a acusando do término da banda. Fora isso, no Brasil, seu padrão era considerado feio, nada a ver com o que se admirava naquela época, baseados na influência americana loira e peituda.
Descobri que gostava de Yoko quando vi pela primeira e por várias vezes o vídeo dela com Lennon e ele cantando pra ela "Woman", achei-a sexy, elegantérrima com enormes óculos escuros e sozinha, somente ela e ele.
Adorei seu post!
beijocas cariocas

Juh Salomé de Beauvoir disse...

por trás de todo grande homem, tem que ter uma grande mulher...
talvez pela sua cultura oriental, ela tenho se reservado mais do que a mídia americana gostaria que ele tivesse se exposto!

Adoreeei, irei te seguir!

Beijos..

http://somente-leitura.blogspot.com/

Cammy disse...

Oii Loli!
Muito obrigada minha amiga por voce ter entrado em contato com a Angela!
Muito obrigada pela sua atencao e pelo seu carinho!!!!
Eu acabei de ler sobre a historia da Yoko e realmente nao sabia nada sobre ela, somente que ela eh a viuva do Lennon!
Muito interessante o post e a historia dela esta mais para um drama do que para um final feliz!
Bom que agora ela tenha netos para alegrar a vida dela!

Um GRANDE BEIJO!!!
OBRIGADA!!!

EdeA by Ester disse...

Loli,
mes passado fui assistir ao documentário no teatro aqui sobre Lennon (cada semana tem um, e se chama "lição de rock"), falaram mto dela mas não alguns particulares como vc fala aqui.
a impressão que ficou nos montes de filmes inéditos que passaram é que ela era "una palla" rsrs..quer dizer "um saco", onde os beatles estavam, olha ela lá...
Bom agora deu pra entender pq ela grudava tanto...
Otimo post, amei saber mais...
TERNURAAASSS
ESTER

Talles Azigon disse...

por bem
ou por mal

Yoko é responsável
por um dos melhores períodos do grade Jhon

Mulheres vocês é que salvam o mundo diariamente

Meu doce anjo
minha Flor de Portugal
Grande e doces beijus no teu coração

Élys disse...

Pouco sabia da vida de Yoko, mas percebia muita tristeza em sua alma.
Com o seu post fiquei conhecendo um pouco mais.
Beijos

José María Souza Costa disse...

Certamente ela amou Jonh
Parabens pelas postagens
Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo Agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Se tiveres tuiter, e desejar, é só deixar que agente segue.
Um abraço e fique com DEUS.

http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Michelle Lynn disse...

"Apenas por hoje vou procurar não julgar ninguém"

Olá minha querida amiga Margarida,
que bom ler esse post, não sabia quase nada da vida pessoal de Yoko!

Já te contei que me chamo Michelle por causa dos Beatles?!! rsrs
Meu irmão 1 ano mais velho que eu chama-se John... eu iria me chamar Linda ou Yoko, mas minha mãe ficou conhecendo a música Michelle e pronto, cá estou eu... rsrsrs

Estava com muitas saudades...
Bjoss,
Mi

Bombom disse...

Sempre que a visito, aprendo um pouco mais...
Obrigada por nos ter desvendado um pouco mais sobre a vida desta grande Senhora. Bjs. Bombom

Lupo disse...

Amo os Beatles, e mais ainda a obra de Lennos. Já lí biografias, já traduzi mal e porcamente letras quando a internet ainda não existia.

Yoko era para mim já no começo uma figura mitológica. Se Lennon a escolheu, algum motivo teria. Nunca apreciei sua musicalidade (e sei que ela tem, mas é meio do contra...), mas quem tem a visão do "pregue um prego" não é simplesmente uma interesseira.

Alguém aqui comentou da discrição. Viúva do mais famoso beatle, seria fácil para ela ser crucificada. Alguns tentaram, não é mesmo Loli?

Mas aí está, cheia de vida, fazendo quando poderia simplesmente descansar do já feito.

Admiro Yoko. Sinto muito Lennon ter ido cedo, pois acho que eles estariam juntos até hoje, e ao lado dela, teriam revolucionado o mundo várias vezes.

Bjão Loli!

Bah disse...

Bem legal compartilhar um pouco da história que muitos só ouviram falar...

Destruidora de uma das bandas mais famosas da história da humanidade... Besteira...

Kisu!

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger