sábado, 20 de novembro de 2010

OS MONGES COM CABEÇA DE CESTO

As figuras bizarras que vemos na foto são monges peregrinos pertencentes a um dos ramos do Budismo Zen, o Fuke Zen. Desde o início do século XIII, até serem banidos no Período Meiji, usaram nas suas peregrinações este cesto na cabeça, que simbolizava "ausência de ego". Eram chamados komuso "monges do vazio" e, como monges peregrinos, podiam circular livremente, o que nessa época no Japão, era um privilégio. Por isso, espiões e ronins (samurais sem senhor), decidiram utilizar este disfarce, razão pela qual os komuso começaram a não ser muito bem vistos pelas autoridades.
Tornaram-se também conhecidos por tocarem bonitas melodias, as honkyoku, numa flauta chamada shakuhachi. Isso faz parte duma prática meditativa Zen, ainda hoje utilizada. Não deixem de ouvir o som.
Um fim de semana Zen para todos!

34 comentários:

Fernanda disse...

Querida Loli!

Gostei particularmente das melodias suaves a tranquilizantes que estes monges "encestados" tocam.

Confesso que não ver o rosto das pessoas me incomoda. Sem rosto não há identidade...

beijinhos

Nilce disse...

Oi minha querida
Tudo bem com você?
As melodias realmente são lindas. Sabe que gostaria de que esse método de esconder os rostos fosse usado para os políticos corruptos daqui do Brasil.
Pense em quanta gente escondida teria. rsrs

Bjs no coração!

Nilce

Lu disse...

Oi Margarida,linda melodia !!
Um Final de semana Zen para você tambem.
Boa sorte no sorteio.
Beijo Lu
Ps:os jr ainda não nasceram.

Mai disse...

Loli,

O que é mais incrível neste texto, é a possibilidade de perceber todo o simbolismo e esforço para abstenção, abstinência ou nulidade do Ego.
Paralelo a isto, pensar que hoje o Ego tem proporções tão gigantescas que quase exclui qualquer outro.

Excelente!

abraços e bom final de semana.

Chica disse...

Não os conhecia.Lindo vídeo. beijos,ótimo fds,chica

Wanderley Elian Lima disse...

"Ausência de ego". Tem muita gente hoje precisando usar esse cesto, pois os égos andam exacerbados. Adorei o som.
Bjux

andreia inoue disse...

ola amiga,
eu nunca vi esses monges,gostaria de poder ter encontrado para ouvir ao vivo a melodia,muito linda.
um beijaoooo queridona e otimo fds.

Meri Pellens disse...

Que interessante! Não conhecia mesmo. Quanta coisa aprendo aqui no Banzai!
Beijo, querida amiga!

Inaie disse...

que lindo! nunca tinha ouvido falar

:-)

NanBanJin disse...

Ele há uma trupe de sinistras personagens vilânicas directamente inspiradas nesta facção monástica no clássico 'manga' de Kazuo Koike e Goseki Kojima, "Kozure Okami — O Lobo Solitário".
Se nunca leu, é a não perder.
Um 'clássico' lendário...

Um Sorriso do Japão,

Luís Filipe Afonso, NBJ

Carla Nunes disse...

Essa cultura tem umas peculiaridades... Um dia ainda conheço aí! ;)

Bjão!

Anónimo disse...

Creating and selling computer games is for the time being a profitable business. It be compelled be talented to do it. Individuals give birth to no chance of it to crack in to fight with the big companies confusing in making games. More and more teenagers and all the more children's passion for the purpose games. We requirement hence create such that they actually find spellbinding to conquer the market. And to spawn precisely such a regatta [url=http://forum.eeeuser.com/profile.php?id=82456]gry[/url] oraz [url=http://www.commerceall.com/profile.php?id=19756]darmowe gry [/url]
need to be a massive pecuniary outlay. Today the vend is elephantine competition. Computer games have to be as a matter of fact high calibre, riveting, engaging. That also was the unflinching Barbarian May Cry. It was published in 2001, but work on it actually lasted distinct months. Producers wanted to fine-tune monotonous the smallest details of Evil one May Cry. They succeeded in this. Knave May Note diversion did a major sensation. We are exhilarated to be bought to go to many months. Players from bated puff passed in the wake stages of the game, the next mission - which has not unexceptionally been easy. It is rare that this was fair-minded a round - precise from genesis to end.

Carla Farinazzi disse...

Oi Lolipop,

Música pra relaxar, que delícia!
Dá uma paz... Mas estes monges ficavam estranhíssimos com os cestos na cabeça, não? Monges do vazio... Mais uma que aprendo aqui, adoro visitá-la. As lições são ótimas e muito bem-vindas.

Aproveito para agradecer tuas palavras lá no meu PBI. Obrigada!

Beijos

Carla

Betty Gaeta disse...

Oi Margarida,
Que interessante! Nunca tinha ouvido falar nestes monges!
Bjkas e um ótimo final de semana para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

janeladesonho.blogspot disse...

A musica é relaxante , e apesar de dar um pouco de agonia os cestos passa uma imagem de mistério de ser magico , eu gosto bjimm querida

Georgia disse...

Ah que legal que vc também é apaixonada pelo Japão!!!!
Vc ainda está mais perto de lá do que eu aqui no Brasil ;)

Bjus!!!

Lililooks disse...

Que lindo, sempre amo teus post me ensina muito e uma parte de mim que vai ao além, esqueço me de tudo quando entro aqui.
O blog é outra coisa que me faz viajar, me relacha e espero nunca mais ficar sem este cantinho e sem estas amigas maravilhosas que tenho, mesmo estando eu com a graça de Deus famosa,rsd!
Muito o brigada.
Beijos flor

nydia bonetti disse...

Coisa bonita, Loli! A melodia e a essência dos "Monges do Vazio". A figura bizarra acaba ficando em segundo plano. Sabe que me fez lembrar Francisco de Assis? Como admiro as dissidências. E como o mundo se perturba com elas. beijoos.

Lívia Azzi disse...

Oi Loli!

Falei de você e apresentei seu blog para meus pais e meu irmão. Minha mãe ficou encantada com a delicadeza do blog e pelo seu jeito amável.

Interessante o simbolismo do cesto na cabeça para representar a "ausência de ego", eu não teria coragem, ainda mais durante uma apresentação de flautas tão encantadora como o som da música que nos disponibilizou. Achei engraçado os espiões se aproveitarem do disfarce... hihihi!

Um grande abraço, amiga.

Ternuras!

Maria Helena disse...

Oi, querida!
Embalada pelas melodias dos monges, quero lhe agradecer pela oportunidade de encontrar uma pessoa maravilhosa.
Obrigada também por ter valorizado minha poesia a ponto de transformá-la em linimento para as dores do caminho.
Você é um ser especial e amigo.
São poucas as pessoas que se importam com tanta intensidade com o ser humano.
É um privilégio pra mim tê-la como amiga.
Um ótimo final de semana!
Bjs

Astrid Annabelle disse...

Loli querida, olá!
Isso eu não conhecia!
Gostei da música, mas a idéia do cesto na cabeça achei claustrofóbica!rss
Respeito a cultura e os costumes no entanto.
Me incomoda demais não ver os olhos de uma pessoa!
Beijos
Astrid Annabelle

Desabafando disse...

Interessante, nunca tinha ouvido falar disso!

Vitor Chuva disse...

Olá, Margarida!

Suponho que poderemos encontrar algum paralelo entre o esconder do rosto, e o sinal de despojamento, anonimato, humildade, que encontramos na figura do monge; no fundo, acho que o sinal a dar para o exterior será o mesmo.
A este ritmo, em breve estarei formado em cultura japonesa...

Beijinhos, bom fim de semana.
Vitor

Ana SS disse...

Olá, Loli!
Puxxa, quanta simbologia nessa meditação!
Tentativa de esvaziar o ego, neutralizá-lo, esvaziá-lo.
O que será que se encontra quando se consegue? Ou....o que será que não se encontra?
Belíssima música ao fundo.

Com relação ao comentário do post dos japoneses, achei na verdade,, encantador. Por isso me assustou. Nçao o seu comentário, mas a minha interpretação dele.

A tristeza pode ser assustadoramente bela. Clarice Lispector disse que "viver não é lógico". E não é mesmo. Para vivermos, temos que aprender a amar essa dúvida existencial, que há em apenas "viver". Sem saber. Quem é lógico em demasia, não pode suportar. A tentativa da frase que colocaram no local onde ocorem os suicídios a que vc se referiu, tenta dar uma lógica para a vida. Tentativa frustrada, possivelmente.

Isso mee faz achar a meditação desse post ainda mais bela. É uma busca, por um vazio. Isso é lindo!!!

Um beijo grande, agradecida por seus comentários brilhantes!

Rogério Pereira disse...

Monges com cabeça de cesta apreciados por um apóstolo com cabeça de sexta...
... a um sábado

Bonito post

Beijo

Ana Martins disse...

Boa noite Margarida,
Lindas melodias, muito interessante o post, gostei de saber!

Margarida, se não estou errada manifestou interesse num exemplar do meu livro. Se for o caso, por favor escreva-me para o e-mail que deixo aqui: apvsmartins@hotmail.com


Um beijinho amigo,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Thiago disse...

Olá Loli!

Muito bom esse post! Vivendo e aprendendo, blog também é cultura! Obrigado pela novidade, adorei o som! Parabéns!

Ótimo fim de semana!

Abraço,

Thiago

Beth/Lilás disse...

Loli, querida!
Que delícia esta musiquinha no final de semana!
Obrigada pelo momento zen.
bjs cariocas e bom domingo!

Janita disse...

Olá Loli.
Bonitas melodias calmas e repousantes. Gostei.
Do texto, aquilo que mais me chamou a atenção foi a "ausência de ego" que os cestos simbolizam.
Enfiar uma carapuça daquelas na cabeça de alguns figurões cá do nosso burgo, acha que daria resultado??
Beijinhos
Janita

Maria Luisa Adães disse...

Musica Zen, suave e meditativa.

Quem não gosta?

Mas o tapar da cabeça e cara, traz outro tipo de gente a se fazer passar por eles.Os desacreditam!

Tudo se transforma e o ancestral se dilui e é uma pena...

A encontrei num amigo e conheço Ná.

Maria Luísa

Georgia disse...

Meu marido foi pra trabalhar numa loja de tattoo, e eu fiquei só passeando ;)

Kissu!!

ManDrag disse...

Linda melodia e lindas imagens.

Dá que pensar como o Japão conseguia conciliar um cultura tão delicada com períodos tão sanguinários da sua história.

Já à alguns anos que os preceitos Zen me ensinam a entender a vida e a me posicionar nela.

Abraços e Luz

Bah disse...

Isso me lembra muito aquele filme "aventureiros do Bairro proibido"! não sei que título eles deram em Portugal rs...

Kisu!

Denise disse...

Olá minha querida Margarida!

Me admira conhecer um pouco mais dos meus ancestrais através de uma pessoa incrível como você, que me encanta a cada dia... adorei viu!

Bjinhos, carinhos e um abração!
Ótima semana!

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger