quinta-feira, 4 de novembro de 2010

GAIVOTAS SEM ASAS...

Não podia voltar aos temas habituais, sem virar uma página.
A execução de Sakineh foi adiada. Dizem-nos. Acreditamos. Talvez o nosso protesto tenha contado. Talvez tenha sido apenas uma gota de água. Mas o que importa é que unimos vozes e fizemos correr rios de descontentamento. E desta vez não nos vamos esquecer dela. Não lhe deram a liberdade.
Agradeço a todos os que comentaram, divulgaram e fizeram links para o post do banzai. Assim que me for possível hei-de percorrer todos os blogues que ainda não visitei. 
Hoje deixo-vos com as palavras dum comentário da poetisa MARIA JOSÉ AREAL...
"A impotência é a maior inimiga da acção.
Que mundo este, que mundo onde a vida nada vale,
onde o poder tudo pode
e as aves são derrubadas
mesmo quando já nem para o céu podem olhar!
Corra mundo a nossa indignação, para que não
hajam mais gaivotas sem asas."

Amanhã regresso ao País do Sol Nascente...
Mata ne
TERNURAS
LOLIPOP

21 comentários:

Fernanda disse...

Minha querida Loli!

Não baixaremos os braços, mesmo que nos venham dizer que não vale a pena, vale sim!
Nós sabemos disso!

Obrigada por citares aqui as palavras da minha querida Maria José Areal, ela tem este dom único de dizer, como ninguém, o que lhe vai na alma.
Por ter essa capacidade de dizer e de sentir profundamente o que diz, ela é tão especial.

Huge Hug sweetie.

Beth/Lilás disse...

Querida Lolipop!
Não sabemos ao certo se ela foi poupada, mas sinceramente espero que sim e sei cada dia mais que a internet é uma arma e tanto quando bem utilizada e vamos continuar nesta e outras lutas.
Ahhh, que sortuda! Voltando pro Japão de novo, que delícia!
Boa viagem!
bjs cariocas

Tati Pastorello disse...

Oi Querida, eu não cheguei até aqui ontem, mas sua voz se fez ecoar e chegou a mim. Foi uma linda bandeira que hasteastes e que foi por tantos abraçada. Parabéns por iniciar o movimento.
Estou também muito feliz, mesmo sabendo que foi só um passinho, bem pequeno.
Beijos.

Wanderley Elian Lima disse...

"Tudo vale a pena se a alma não é pequena"( Fernando Pessoa)
Valeu a pena.
Bjux

Naty e Carlos disse...

"A vida é uma maravilha para todos aqueles que sabem viver e conhecem o verdadeiro pulsar da vida eterna que jamais se acaba."
Mil Bjs com carinho

Cantinho She disse...

Queridonaaaaaa um amigo deixou a explicação lá no meu Cantinho para aquela expressão de quebrar a perna... ;)
Bjo, bjo!

Cantinho She disse...

Quanto a essa história, eu acho tudo um absurdo, que nada de ruim aconteça a ela... bjinhos!

Vitor Chuva disse...

Olá, Margarida!

Foi ganha mais uma batalha; esperemos que esteja ganha a guerra...mas, entretanto, será melhor não desarmar ...

And have a good journey to the country of the rising sun.

Beijinhos.
Vitor

Rogério Pereira disse...

Wanderlei falou por mim. Apenas reforço:
"Tudo vale a pena se a alma não é pequena"

Um beijo para si
Um beijo para a Maria José Areal

(Espero que não vá para o Japão
zangada com a nossa discussão...)

rui mig disse...

Olá Loli Pop:
Deixo aqui algumas considerações sobre a natureza do Irão,talvez possam dar jeito a alguns leitores mais distraídos.
"Em primeiro lugar, o Irão de hoje é fruto de uma guerra revolucionária que dura desde 1979 guerra essa que assenta em 4 técnicas fundamentais:
“1-Assegurar permanente mobilização da população, pela exploração da simbologia islamista, usando as mais apuradas técnicas de manipulação das multidões, desde manifestações orquestradas, ao incitamento ao ódio, passando pela criação e diabolização de inimigos externos (chamando, por exemplo, “Satã”, aos EUA e a Israel) e elevando o suicídio ao estatuto de causa nobre e exemplar, chamando-lhe “martírio” e erigindo em Teerão uma metafórica fonte de sangue
2-Tornar reféns os sectores mais desfavorecidos da sociedade, através da gesticulação demagógica e da aplicação de politicas populistas de distribuição de bens básicos, isenção de impostos, etc., reforçando ao mesmo tempo a hostilidade às classes médias independentes, instilando sentimentos de insegurança. Este tipo de políticas assegura a lealdade de uns e mantém os outros constantemente preocupados com o seu futuro.
3-Guerra total aos valores ocidentais, incluindo a proibição de música, e a remoção (e incineração ritual) das escolas, de livros ocidentais. Imposição da segregação sexual no sistema educativo, proibindo as mulheres de ensinarem rapazes e sujeitando-as a condições consideradas indignas, como a poligamia masculina, os “casamentos temporários”, o véu, a subordinação ao homem e discriminação jurídica.
4-Uso do sistema judicial como instrumento de terror, no sentido utilizado por Robespierre e pelos estados totalitários, com a instituição de tribunais revolucionários.


Este método de conquistar e manter o poder, baseado numa mistura de terror, caridade, e proselitismo religioso, que tão bons resultados deram no Irão, tem sido usado como modelo de exportação.
A tentativa falhou na Arábia Saudita e na Bósnia, mas obteve um dramático sucesso no Líbano, com a criação do Hezbolah, por elementos da Guarda Revolucionária Iraniana.
O Hezbolah é simultaneamente um partido político, uma organização filantrópica, um exército, uma organização terrorista (provavelmente a mais poderosa do mundo) e a testa de ferro da Revolução Iraniana.
Nos seus domínios, o Partido de Alá, criou um estado teocrático onde aplica leis decalcadas do Irão e espalha a fé, pregando, pagando, seduzindo, e aterrorizando as populações.
E logrando até o apoio empenhado da extrema-esquerda europeia, desde o Dr. Miguel Portas aos milhares de tontos aos pinotes, a berrar que “somos todos Hezbolah”
O modelo resulta tão bem, que está já a ser copiado.
A Síria, por exemplo autorizou recentemente o proselitismo xiita e o Irão enviou centenas de especialistas para ensinar as virtualidades do método; o Hamas cresceu e organizou-se exactamente da mesma maneira e até no Iraque, milícias gémeas do Hezbolah, procuram abrir caminho, prometendo a salvação eterna, sopa, emprego e dinheiro vivo para as famílias dos mártires.”
Via O Lidador

rui mig disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
rui mig disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Irene Moreira disse...

Contuemos alertas enquanto estiver presa corre perigo e não podemos relaxar.

Beijos e muita ternura

Nilce disse...

Oi, Margarida
Assim que puder me manda um e-mail falando se está bem, viu?

Bjs no coração!

Nilce

Denise disse...

Olá minha querida,

Não dá para esquecer dessa história, vamos ficar atentos e torcer para um final feliz.

Beijo grande, ótimo fds!

Lívia Azzi disse...

Querida Loli,

Posicionar contigo e dar voz à suas palavras foi o mesmo que compartilhar sua sublime atitude de desconforto, estranhamento e questionamento em defesa de Sakineh, da vida e da humanidade.

"Quanto vale a vida qualquer um de nós? Quanto vale a vida em qualquer situação? Quanto valia a vida perdida sem razão? num beco sem saída? Quanto vale a vida? São segredos que a gente não conta são contas que a gente não faz... Quem souber quanto vale fale em alto e bom som...

Quantas vidas valem o tesouro nacional? Quantas vidas cabem na foto do jornal? Às sete da manhã quanto vale a vida Depois da meia noite antes de abrir o sinal São segredos que a gente não conta e faz de conta que não quer nem saber Quem souber fale agora ou cale-se pra sempre Quanto vale a vida acima de qualquer suspeita? Quanto vale a vida debaixo dos viadutos? Quanto vale a vida perto do fim do mês? Quanto vale a vida longe de quem nos faz viver?

Nas garras da águia nas asas da pomba Em poucas palavras no silêncio total No olho do furacão na ilha da fantasia Quanto vale a vida? Quanto vale a vida na última cena? Quando todo mundo pode ser herói? Quanto vale a vida quanto vale a pena? Quanto vale? quanto dói? Coisas que o dinheiro não compra Perguntas que a gente não faz Quanto vale a vida? (...)" (Quanto Vale a Vida? Letras de Engenheiros Do Hawaii)

Um grande abraço!

Élys disse...

Oi Loli
É sempre muito bom saber que a união de esforços deu resultado. Coloquei no meu Blog o protesto, mas mesmo que a união de todos nós tenha sido um pingo d'agua, creio que é assim que se consegue bons resultados.
Gostei muito da sua iniciativa e do seu blog, por isso o estou seguindo. Ficarei muito feliz se me seguir, também,
Um grade abraço

Amor Simplesmente disse...

OI,Loli!
Será ,que conquistamos essa batalha!
A união faz a força!


Um final de semana de paz...

Bjoss

Amara

maria josé areal disse...

Olá! de um tempo triste podemos tecer parcerias na conquista de um mundo melhor.
Estar alerta já é muito bom, abrir corações, limpar as teias da indiferença será bem melhor.
Obrigada por estar aí e com este instrumento de trabalho, (blog)mantem viva a chama da esperança e do sonho alado.
Um abraço solidario e Bem haja.
M J areal

Paulo Becare Henrique disse...

Lolipo, simplesmente me apaixonei pelo seguinte comentário que fizeste no meu blog:

"talvez todas as vozes tenham um eco... algures... dentro dela, quebrando-lhe a solidão."

Cresci ouvindo as pessoas dizendo que esse tipo de protesto não resolve os problemas e não muda nada. E, durante muitos anos da minha vida, acreditei e tomei minhas decisões baseado nessa crença. Hoje penso diferente. Pode até ser que nossos protestos não mudem nada. Mas, acredito firmemente que isso não é motivo para que deixemos de fazer o que está ao nosso alcane. Por isso estou em plena sintonia com seu post, especialmente com esse trecho:

"Talvez o nosso protesto tenha contado. Talvez tenha sido apenas uma gota de água. Mas o que importa é que unimos vozes e fizemos correr rios de descontentamento."

Conte comigo para o que for preciso nesse luta - mesmo que seja um luta quixotesca. Estou disposto a lutar contra qualquer moinho de vento.

Glorinha L de Lion disse...

Querida Loli, não ando muito bem e nem sei explicar o que tenho, mas realmente essa morte anunciada aos 4 ventos do planeta, será que já não aconteceu? Quem saberá? Quem dirá a verdade? Por enquanto, só nos resta, pensar nela com carinho, e mandar nossa força através do vento...beijos

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger