sábado, 19 de junho de 2010

See you at Yasukuni...

Foi numa manhã de calor intenso que visitei o YASUKUNI SHRINE em Tóquio. O templo ocupa com os seus diferentes edíficios uma área considerável, imersa numa frescura verde, sombria e solene.
 Logo á entrada, fica a OTEMIZUSHA (a fonte de purificação principal). Toda em granito, foi uma oferta feita ao templo em 1940 por americanos residentes no Japão, pesa mais de 18 toneladas. Antes de prestarmos as nossas homenagens no templo principal devemos lavar aqui as mãos e a boca. O YASUKUNI que significa literalmente  "peaceful country", é talvez um dos memoriais de guerra mais controversos em todo o mundo.
 Nele estão "enshrined" ou deificados cerca de 2.500.000 KAMI (almas / espíritos), que deram a vida pelo Imperador. A lista inclui mortos em conflitos desde 1853 e, para além de soldados, membros da família imperial, mulheres que participaram de algum modo em esforços de guerra, e civis como os passageiros e tripulação do navio hospital AWA MARU, e as 767 crianças, evacuadas de Okinawa no TSUSHIMA MARU afundado pelo submarino USS BOWFIN em Agosto de 1944, cuja tripulação só 20 anos depois soube que o navio transportava crianças. A grande controvérsia reside no facto de em 1978, 1068 almas consideradas criminosos de guerra, alguns condenados à morte por tribunais das forças aliadas no final da II Guerra Mundial, entre os quais Hideki Tojo, Primeiro Ministro e Ministro da Guerra na altura, terem sido secretamente "enshrined" em Yasukuni. Desde 1978 que o Imperador HIROHITO recusou visitar o templo até á sua morte em 1989, e as recentes visitas de figuras públicas como as de JUNICHIRO KOIZUMI de 2001 a 2006 são sempre acompanhadas de acesa polémica sobretudo por parte de Chineses e Coreanos.
Nada pacífico é também o museu de guerra nas instalações do templo. O YUSHUKAN foi construído em 1882, o seu nome retirado dum ditado "a virtuous man always select to associate with virtuous people". O museu inclui várias peças de armamento incluindo o famoso caça ZERO, e dedica uma secção aos KAMIKAZE. Para os apoiantes do Yasukuni o museu é um símbolo do glorioso passado militar do Japão, aqueles que se lhe opõem dizem ser um símbolo de um passado brutal e opressivo.
Os soldados, especialmente os muito jovens pilotos TOKKOTAI - Força Especial de Ataque, que pegavam muitas vezes no relógio de mesa e o paravam numa tentativa desesperada de travar o avanço inexorável do tempo a caminho da sua morte, costumavam dizer " Encontramo-nos no Santuário de Yasukuni."
Durante a II Guerra, as pétalas caídas das flores de cerejeira no YASUKUNI representavam os soldados que davam a sua vida pelo Imperador e transformavam-se assim nas suas almas metamorfoseadas. Uma única flor de cerejeira era pintada em cor de rosa sobre fundo branco, de ambos os lados do avião TOKKOTAI, e em Abril de 1945 alguns pilotos partiram para o seu voo final com ramos de flores nos capacetes e uniformes. Muitos liam MIYAZAWA KENJI e sublinhavam a passagem "... que chegue o mais depressa possível o dia em que receberemos de bom grado um mundo em que não tenhamos que matar inimigos que não podemos odiar..."

15 comentários:

Fernanda disse...

Querida amiga Margarida!


Li e adorei, mas volto novamente amnahã (mais logo) para reler com todos os requintes que o texto merece.

Eu não quero só ler, quero entender e ficar a saber....para mim são lições, percebes???
You're an angel. Bless the day I've found you!

Beijinhos
Arigato.
Sayonara.
Bye now!

Na casa do Rau

Marieke disse...

Margarida..
Sempre soube o bem que escreves...mas este texto está impar...adescrição étão clara...que nós estamos lá...adorei..
Maria

"Hamilton H. Kubo - Profundo Pensar" disse...

Primeiramente obrigado Margarida.
Conheço através de você, muito da história de meu antepassado.
Não conhecia os locais que citou aqui nesta postagem, mas talvez para contribuir poderia dizer que o Mundo todo, invejava o caça zero, pois ninguém no mundo na época conseguiu desenvolver um caça/avião com a mesma invergadura do zero que até então era o único capaz de voar a tão baixas altitutes como também mergulhar no ar.
Fato pelo qual se relacionou o Kamikaze como sinônimo de suicida.
Quando na verdade em suas bandanas, os pilotos carregavam os dizeres KamiKaze que significa Deus do Vento.

Beijos querida Margarida.
Uma ótima noite, banhada a lindos sonhos!

Michelle Lynn disse...

A história de um templo, de um lugar, de um povo, uma nação ou uma cultura é sempre bom ler... sou suspeita para falar, pois adoro História e tudo que diz respeito ao nosso passado, pois acredito que através dele que fazemos o nosso presente e idealizamos o nosso futuro...

Apesar do dualismo que há, o lugar parece ser lindo!!!

Um beijo enorme Margarida!

Nilce disse...

Oi, Margarida

Será que o Hamilton não tem um blog que fale do Japão também? rsrs
Apesar de amar demais suas poesias eu teria mais um (que delícia) que contasse mais coisas dessa cultura que tanto amo e admiro.

Sensacional o post.

Será que não tem navio que me leve ao Japão? Assim, mesmo que demorasse, me seria mais confortável a viagem, pois teria um camarote.rsrs
Vcs me deixam a cada dia com mais vontade de conhecer tudo isso.

Bjs no coração!

Nilce

Fernanda disse...

Ohayoo gozaimasu Margarida!

My sweet and lovely friend!
Do you know what??? I "envy" you, girl! you're soooooo lucky....

Quem me dera ter viajado e conhecido e mais... ter aprendido tudo o que tu sabes.
Fico maravilhada, já li o texto três vezes, e acho-o simplesmente fascinante.
Eu só sabia no máximo um terço do que aqui aprendi hoje.
O teu Blog merece mais destaque, vou-te promover o mais possível, é meu dever.

Será que eventualemente aceitas "Blogar comigo" numa equipe???
Falo melhor contigo por e-mail.

Have a wonderful day, I'll be home all day... but mainly by the pool soaking the sun and enjoying the lovely water.
I'll read Caim, the last book I've bought mouths ago... and sleep for a while, which is somenthing I can't avoid doing. Growing old
effects :))))))

Domo Arigato for the lesson!
Até logo!

Hugs

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Esse templo é controverso.
apesar de lindo, tb homenageia criminosos de guerra como o monstro Shiro Ishii. O atual primeiro ministro se recusou a visitar o templo.

Qual foi sua impressão do templo, Margarida? Eu confesso que achei bonito, interessante. Mas não rendi homenagens a certos criminosos de guerra que lá estão rs...

bjs

andreia inoue disse...

lindo o Templo,e o que me fascina aqui eh que eles sabem respeitar como ninguem o espaco urbano tanto como a natureza,os dois convivem juntos em perfeita harmonia,e dizem que isso nao eh possivel ne?
beijaooo.

andreia inoue disse...

e essa historia foi muito triste,ja tinha lido algo por alto,mais nada com tanto detalhe assim,fiquei triste pelo que aconteceu.

Fernanda disse...

Margarida, amiga!

Esqueci-me de te dizer....
A minha cabeça!!!!
Tens um selo Dardos Especial, aqui
http://naquintadorau2.blogspot.com/
Espero que gostes.
Faz com ele o que quiseres.

Beijo

Ricardo Calmon disse...

Holla Margarida,rosa grená essa,em cardíaco meu permanace,merci.
Sabe minina amante da terra do sol nascente,te ler,é cultura pura,em história,arte e intensa sensibilidade,me ensina a ter um blog lindo assim?neófito teu serei,JURO!
Girassois miúdos,intensos e lindos,de querubins através,te envio

viva la vida

Marliborges disse...

Olá Margarida
Menina, li teu comment lá no meu blog! Menina, foi pura coincidência, aliás, nem tanto, pois mudei a cor do meu blog no dia 16 -a pedidos- e depois, a simbologia do luto é preta mesmo, porque isso já faz parte do inconsciente coletivo. Bjsss

Ester disse...

Vou ver o jogo e volto pra ler com mais tempo rsrs te juro!!!kkkk
bjsss

qb disse...

Margarida,
Gostei muito do post que merece ser lido com calma e ponderação pois tem muita informação.
A primeira foto transmite muita paz.
bjs

Tabeteimasu disse...

Muito interessante o post pois normalmente os jornais apenas comentam sobre o templo ser polêmico mas não informam muitos detalhes.

Já ouvi pessoas dizerem que o ambiente do templo é meio "pesado"...

Abraço,
Carlos

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger