quinta-feira, 13 de maio de 2010

O Caminho do Chá

A planta do chá é oriunda da China e, desde cedo, foi utilizada pelos Chineses com fins medicinais. Dizia-se que possuía a virtude de combater a fadiga, fortalecer a vontade e melhorar a visão. Era também administrada externamente, em pasta, para aliviar dores reumáticas. Os Taoístas diziam que era um ingrediente importante do elixir da imortalidade. Os Budistas, usavam-na para evitar adormecer durante as suas longas horas de meditação.
Mas, o modo como se bebia, foi durante algum tempo, muito distante da preparação moderna. Imaginem as folhas esmagadas, transformadas numa espécie de bolo, e fervidas com arroz, gengibre, sal, casca de laranja, especiarias, leite e algumas vezes...cebolas!
Parece intragável, mas este costume ainda subsiste entre os Tibetanos e algumas tribos Mongóis. No Tibete, juntam ao chá preto, sal, leite e manteiga... não me parece nada mhammm...

Bom, mais tarde, na Dinastia Tang (618-907), o poeta Lu Yu, escreveu o primeiro tratado sobre o chá: o Cha Jing. Na obra fala sobre a qualidade do chá, a água que deve ser utilizada, o método de feitura e os utensílios necessários. Lu Yu, considerava o azul como a cor adequada para as taças de cerâmica usadas, porque acrescentava á bebida uma luminosidade verde. A Dinastia seguinte, a Sung (960-1279), que iniciou a utlização do chá em pó, haveria de preferir o azul-negro e o castanho escuro.
Este chá da Dinastia Sung, alcançou o Japão em 1191, quando um monje regressou da China, com sementes que foram plantadas em diversos sítios, um dos quais Uji, perto de Quioto, que ainda hoje se considera que produz um dos melhores chás do mundo. No Budismo Zen, que teve larga influência no Japão, os monjes reuniam-se frente á imagem do Bodhi Dharma, e bebiam chá por uma única taça com a formalidade dum ritual sagrado. Foi este ritual que no século XV, deu lugar à cerimónia Japonesa do chá. Mais do que uma cerimónia, um Caminho. The Way Of Tea, Cha no Yu.


Referências: The Book Of Tea, Okakura Kakuzo

4 comentários:

disse...

Uma vez eu vi uma cerimônia do chá num filme e simplesmente amei, achei de uma delicadeza incrível e jamais esqueci. A cerimônia representava o retorno do amor. Bom eu adorooo chá e adorei o seu post. Bjos

Cammy Redling disse...

Oi Margarida!!!
Muito interessante esse post!
Sou fa de cha quente, gelado, morno...!!! :)

Meu irmao uma vez trouxe da Bolivia folhas de coca, eh muito comum tomar cha de coca la, e o cha eh uma delicia!

Obrigada pela visita! Que legal que voce conhece aqui e curtiu o stress..rsrs!!!
BJOS

Ângela disse...

Margarida, um dia ainda vou onhecer tudo isso de perto!!!!
Adorei o post.
beijokas

Ângela disse...

Tem um presentinho pra você lá no blog, vá pegar.
beijokas

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger