sábado, 3 de abril de 2010

Ceramics versus Lacquerware

"Não é que a cerãmica seja inadequada para louça de mesa, mas falta-lhe a profundidade e as sombras da louça lacada. As cerãmicas são pesadas e frias ao toque; vibram e produzem ruídos quando se tocam. Mas a louça lacada é leve e suave ao toque e difícilmente produz qualquer ruído. Se destaparmos uma taça de cerãmica, lá está a sopa, todas as nuances da sua substância reveladas. Com a louça lacada existe beleza entre o momento em que se retira a tampa e se ergue a taça até à boca, quado se olha para o líquido silencioso nas profundezas escuras do recipiente, a sua cor pouco diferindo da cor da própria taça. (...) Há um mundo de diferença entre esse momento e aquele em que a sopa é servida ao estilo ocidental, numa taça pálida. O outro pode ser quase considerado um momento de mistério.
Diz-se da cozinha japonesa que é feita mais para ser olhada do que comida. Eu iria mais longe e diria que é para meditarmos sobre ela. Uma espécie de música silenciosa evocada pela combinação da louça e duma luz de vela acesa na escuridão."
Fonte: In Praise of Shadows, Junichiro Tanizaki

0 comentários:

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger