terça-feira, 15 de dezembro de 2009

JOYA-NO-KANE

De acordo com as crenças budistas, são 108 os bonno, desejos terrenos que atormentam a humanidade. Por isso, na véspera de Ano Novo -OSHOGATSU- os sinos dos templos budistas no Japão, tocam 108 vezes, começando pouco antes da meia-noite, cada badalada soando apenas quando se esgotam as reverberações da primeira, a última badalada coincidindo com o início do novo ano. Ouvir o toque dos sinos, significa livrarmo-nos desses anseios ou pecados, limpar a alma e prepararmo-nos para encetar um novo caminho. Á cerimónia chama-se JOYA-NO-KANE (end -of-the-year-bell).
No Japão, é o Ano Novo, e não o Natal, que assume um cunho religioso e tradicional, sendo a data mais importante do calendário nipónico.
Antes do final do ano, faz-se o osoji, a limpeza geral das casas, cujo sentido não é só limpar o espaço físico mas também espiritual. Concluem-se negócios pendentes, liquidam-se dívidas e tomam-se decisões importantes.
A decoração da época, também está ligada a símbolos Shinto, Budistas ou fazendo parte do folclore japonês. O KUDOMATSU, é um arranjo feito com pinheiro, bambu e algumas vezes rebentos de ameixieira, que é colocado à entrada da casa como protecção. O pinheiro representa força, longevidade e optimismo. O bambu, que verga com o vento, mas não parte, simboliza capacidade de recuperar e rectidão. As flores de ameixieira, resistentes ao frio e à neve: resistência na adversidade.
Fazem-se para as entradas, cordas de palha fresca de arroz, entrançada-SHIMENAWA- estas cordas na tradição Shinto servem para marcar uma área sagrada. Acredita-se que nenhum mal, pode passar além das SHIMENAWA.
As cores também são importantes, sendo as preferenciais o branco-pureza e inocência- e o vermelho- o sol e a sua energia.

0 comentários:

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger