quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Japanese Green Tea I



Do nascer ao pôr do sol, o chá verde corre como água na maior parte das casas e restaurantes nipónicos. No Verão, a única altura em que estive no Japão, em qualquer restaurante de comida japonesa, assim que nos sentamos, trazem-nos taças de cerâmica com chá verde gelado, ao mesmo tempo que nos estendem o oshibori (toalha húmida, quente ou fria, que se utiliza para limpar as mãos antes e durante a refeição).
Os japoneses, há séculos que ligam o chá à saúde e longevidade. Em 1211, o monge Zen, Eisai, escreveu um livro chamado "Drink Tea and Prolong Life". Nele afirmava que " (...) tea is the most wonderful medicine for preserving health, it is the secret of long life. It shoots forth its leaves on the hillside like the spirit of the earth."
No Japão, o chá verde, está ao alcance de todos sob diversas formas, folhas, saquetas ou já pronto para beber, em garrafas que se tiram em qualquer vending machine. Nunca é servido com açúcar ou leite, a menos que se trate duma das muitas deliciosas sobremesas ou gelados feitos com matcha.
Como a maior parte dos chás, o chá verde vem da sempre verde Camelia Sinensis, mas é menos processado do que o chá preto, as folhas expostas ao processo de oxidação por um período mais curto de tempo. O chá usado no matcha é particularmente "unprocessed", jovem e fresco.
Não é por acaso que é escolhido para a cerimónia do chá.
Quando bebemos matcha ( chá verde em pó ), é como se estivéssemos a comer as folhas da planta, carregando o corpo de energia, graças à sua cafeína natural, mas assimilando também todos os nutrientes presentes na bebida, que não resisto a enumerar: Vitamina A, B1, B2, B6, C, E, K, Tiamina, Riboflavina, Niacina, Cálcio, Magnésio, Ferro, Zinco, Cobre, Fibras, Antioxidantes e Clorofila.

0 comentários:

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger