quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

LEMBREM-SE DE ESQUECER

Mesmo quem não se interessa pelo Japão não pôde deixar de fixar recentemente um nome muito noticiado nos jornais, sempre de mãos dadas com uma tragédia e abraçado a um perigo silencioso, invisível e letal - Fukushima.
Não tenho a intenção de trazer aqui polémicas ou julgamentos acerca da utilização de energia nuclear. Quero antes induzir outro tipo de reflexão, menos habitual, mais filosófica se quiserem.
Este Natal fui presenteada com um DVD. Um documentário de 75 minutos realizado pelo dinamarquês Michael Madsen que tem por título "INTO ETERNITY". O filme fala-nos duma obra ímpar, talvez demasiado humana para desafiar a eternidade como  pretende, ou talvez não.
O uso de energia nuclear tem como resultado inevitável resíduos que permanecem radioactivos durante 100 000 anos. Actualmente existem em todo o mundo cerca de 250 000 a 300 000 toneladas de resíduos nucleares de alto risco. Claro que há depósitos para os guardar. Mas são vulneráveis face a catástrofes naturais ou provocadas e requerem uma manutenção constante. Por isso, os Finlandeses decidiram construir o primeiro depósito permanente. Escavando rocha sólida para criar um complexo gigantesco que se estende através de túneis descendo a 500 metros no subsolo. Chama-se ONKALO - a palavra finlandesa para esconderijo.
A obra deverá estar terminada apenas em 2100. Nenhuma das pessoas que participou no projecto viverá até o ver terminado. Nenhum de nós terá oportunidade de falar dele nessa altura. Depois de completo será selado e espera-se que seja esquecido. Mas é necessário prevenir aqueles que hão-de vir. Aqueles que poderão voltar a descobrir ou a pisar o local nos 100 000 anos que se seguirão. Quem serão? Falarão a mesma língua? Dominarão a mesma escrita? Compreenderão o que para nós são sinais que significam perigo? Conhecerão a energia nuclear e a ameaça radioactiva? Terão meios para escavar em profundidade? Julgarão perseguir um tesouro?
Como prevenir o futuro? Como dizer-lhes que "se lembrem de esquecer" esse lugar? Como projectar para a eternidade?
Devemos deixar-lhes tabuletas em todas as línguas ou imagens do Grito de Munch?

20 comentários:

Felipe Nasca disse...

Fazia tempo que não recebia os posts do Banzai no meu Google Reader!

Voltaram em ótima hora, este post está lindo!

Um abraço e um "feliz 2012" atrasado! ^^

Rogério Pereira disse...

Vou escrever, para não esquecer...

Michael Madsen e "INTO ETERNITY"

Obrigado

Irene Moreira disse...

Loli
Quantos esconderijos surgirão e passaremos para a outra vida levando conosco sse ponto de interrogação.

Prefiro não lembrar e assim não penso em esquecer.

Beijos no seu coração

Bah disse...

Eu acredito naquela frase que diz: "planos foram feitos para serem desfeitos" auhauhau...

Kisu!

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

É incrivel o que o ser humano faz com o planeta onde vive! Cada vez mais acho que um dia tudo acabará não por catastrofes naturais mas sim humanas...

Astroterapia Junguiana disse...

Como diz Hélio Couto, já foram jogadas 2.994 bombas atômicas isso traz vibrações terríveis para nós, já que estamos aprendendo a entender física quântica. Abraço Cynthia

Fabiano Mayrink disse...

Margarida, Lolipop vc voltou a blogar! Boas vindas, e como um descanso se faz renovador não é?! tem horas que precisamos mesmo se esquecer como vc disse nesta postagem, e ponho que as vezes da vontade de esquecer das obrigações e ate da gente rs, mais sempre a volta como já disse é renovadora!

Pois então sua postagem de hj também diz de algo muito serio, lixo nuclear, as vezes fico pensando também se o povo do "futuro" terá problemas com o que fazemos hj, acho que essa duvida todo mundo sabe a resposta...

mais mesmo assim, vamos que vamos que a vida é linda apesar das sórdidas situações vividas no nosso dia a dia, bjs pra ti ;)

e que BOM que o cartão de natal chegou rs!!! Antes tarde do que nunca :)

Meri Pellens disse...

Essa sugestão final ficou bem irônica e perfeita. Nossa, é demais pra mim.
Queria que passassem a usar definitivamente energia natural. Tudo que o ser humano inventa produz lixo. Triste.
Beijinho, querida amiga.

nacasadorau disse...

No mínimo assustador!
Não há como reverter os malefícios e danos já provocados, muito menos o futuros.
O futuro está irreversivelmente comprometido.

Beijinho querida Margarida.

Betty Gaeta disse...

Oi Margarida,
A energia nuclear sempre mete medo, até pq não sabemos bem com o que estamos lidando.
Beijos 1000 e um final de semana maravilhoso para vc.

www.gosto-disto.com

Bombom disse...

Olá Margarida! FELIZ 2012!
É terrível, o que o Homem faz à Natureza apenas com o fim de ganhar dinheiro (do qual não se goza), que guarda em Bancos e troca por papéis (de crédito ou outros lixos)...
O Homem, esse animal feroz que se arroga como Racional!!!
Cara Loli, nem sei se vale a pena deixar aviso (pelo sim, pelo não, deixaria a pintura), ou não serão os Homens todos iguais agora e em 2100?...
Bjs. Bombom

nacasadorau disse...

Lembrar-me-ei sempre, difícil é esquecer.

Beijinho neste Domingo frio e cinzento.

Tabeteimasu - Denise disse...

Olá minha querida,

Belíssimo post.

Para ser pensado e questionado o que será daqui para frente...

Obrigada pelo carinho em meu blog!

Ótima semana a ti!
Mil beijos
Denise.

Gilmara Wolkartt disse...

Acho que esse local ficará no imaginário do futuro se não houver explicações claras, melhor não esquecer de quanto o local é perigoso!
Gd beijo

Janita disse...

Olá querida Loli.

Da minha alegria pelo seu regresso já aqui falei, mas também quero dizer-lhe que me alegra muito saber que pôde concretizar essa viagem, por certo tão ambicionada!

Custa a crer que se projecte e trabalhe em algo que só será finalizado dentro de noventa anos.
Mas se for para bem da humanidade, porque não?
Gostaria bastante de ver esse documentário.

Muito interessante e reflexiva a questão final que coloca, Loli!

Beijinhos querida.
Seja muito, muito feliz!

Carinhos...Janita

Marieke disse...

O teu blogue Guidinha é omáximo..adoro o barulho do silêncio e a paz..que transmite...
BOM ANOOOOO

Élys disse...

A humanidade errou por muitos anos. Agora só nos resta torcer para que tudo que se faça desejando consertar venha dar certo
e não se erre tanto, daqui pra frente.
Beijos.

Jade Meireles disse...

O esquecido é feito pra ser lembrado? Só podemos esquecer depois de nos lembrarmos o porque? São perguntas quase com o nível de Descartes quase um "penso,logo existo" kkkk a sugestão de O grito no fim foi no mínimo brilhante e engraçada! Estou adorando como trabalha com as palavras conseguindo transmitir não só o que deseja como também muito mais! Devo concordar com o comentário acima já que uma coisa que me fez ficar grudada aqui foi o sentimento de paz que seu blog passa (agora vai ser difícil me desgrudar!) beijocas da sua nova fã.

Uouo Uo disse...

thank you

سعودي اوتو

Uouo Uo disse...


thx

كشف تسربات المياة
غسيل خزانات
شركة نظافة عامة

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger