sábado, 2 de outubro de 2010

SHINTOÍSMO - UM CAMINHO NA FLORESTA --PARTE IV

Os templos Shinto são na sua maioria pequenos e simples, por se acreditar que há, mais acima, um templo imenso, no mundo dos espíritos dos Kami, onde estes residem. Mesmo um templo magnífico, não seria mais do que uma morada temporária.
Um exemplo perfeito de simplicidade são as IWAKURA ("altares de rochas") que, quando iluminadas directamente pelos raios do astro-rei ao nascer e ao pôr do sol, são consideradas sobreviventes das mais ancestrais e autênticas formas de veneração Shinto. Diz-se que destas pedras imana uma forte energia espiritual.
Meoto Iwa - Imagem da Wikipedia
As MEOTO IWA, também conhecidas por LOVED ONE-AND-LOVED ONE ROCKS, são um par de rochas no mar, ao largo do Templo de FUTAMI OKITAMA. De acordo com as tradições Shinto representam a união dos Kami primordiais,  Izanagi e Izanami e, duma forma mais alargada,  a união de dois seres. Por isso são consideradas sagradas.
As rochas estão ligadas por uma pesada SHIMENAWA (corda sagrada), e a rocha maior, que simboliza o elemento masculino ( I wonder why...), tem uma TORII miniatura no cimo (se clicarem para aumentar a imagem, vão vê-la).
Em Okinawa, existem mulheres com uma elevada sensibilidade espiritual ou mesmo poderes psíquicos, são chamadas de NORO (sacerdotisas). O mestre Shinto  Motohisa Yamakage conta que, numa visita à ilha de Okinawa, se encontrou com uma delas, que o conduziu até à praia. Aí chegados, Yamakage perguntou-lhe: "Noro, onde está o utaki (local de veneração)?"
 Ela levantou os braços e apontou para o céu e depois para o oceano azul..."Olhe! Está aqui..."
Foto Banzai, Ilha de Enoshima

19 comentários:

disse...

Acredito que na simplicidade reside o que há de melhor. Falta pouquinho e retornarei para curtir mais calmamente todas as mudanças que fez por aqui. Bjos no coração!

Wanderley Elian Lima disse...

Gosto muito de conhecer coisas sobre a cultura de outros países. Estou amando seus posts.
Bjux

Rogério Pereira disse...

Sabe lolipop?
Daquela minha janela,
anos passados,
avistava uma pequena rocha
Apontava-me o caminho...
Era minha, dizia...
Veio então um mar imenso,
com vagas de outro mundo
e agora a minha rocha
jaz pequenina, lá no fundo

não sabem para onde vão
eu sei qual o caminho a prosseguir
disse-o uma rocha em certo Verão

antes de um tsunami a submergir

(hoje não estou em condições
de olhar as rochas dos seus "japões")

Um beijo triste

"(H²K) - Hamilton H. Kubo" disse...

Querida Margarida, que imagem linda!

E basta nos apenas um momento para contemplar como a natureza nos ensina não é mesmo?

Dei muita risada com os parenteses ( I wonder why...), (risos)...

A parte em que o mestre mostra onde se encontra "Utaki" é simplesmente a ´perfeição das palavras... Lindo, lindo.

Obs, feliz por manter "Profundo Amar" como combinado.
Mais ainda por saber que esta a gostar.

Beijos linda.

Adoro você!

Lívia Azzi disse...

Loli, querida!

A profundidade com a qual nos apresenta os caminhos para entendermos e tocarmos no mundo, são sempre esplendidos, nos fazem perder em pensamentos, sempre profundos e amáveis.

Sem dúvida, contemplar a natureza é ter habilidade para mergulhar em sua harmonia, amar os instantes que ela nos oferece, saber viver plenamente. E ir além, ou seja, intuir que parece haver um sentido muito maior e que vai além deste mundo.

Obrigada pela indicação de António Damásio, bastante pertinente com a reflexão proposta.

Com toda certeza, ter o prazer de sua companhia “ao som dum jazz, um bom vinho e alguns cigarros” (hihihi) seria uma oportunidade agradabilíssima, fiquei imaginado como seria um bate papo delicioso. Ah, eu adoro comentários longos, eles abrem perspectivas nas quais eu não tinha pensado ainda. Você sempre me incentiva com outras visões e isso é sempre magnífico!

Um beijo!!

TERNURAS

Paulo Celso disse...

Agradeço por compartilhar. Belo texto.

Betty Gaeta disse...

Oi Margarida,
Que lugar fantásctico o das 2 rochas unidas por uma corda! Fiquei encantada.
Assim que eu chegar em Portugal, é claro que vou conhecer vc! Vou ficar muito feliz em vê-la pessoalmente.
Bjkas e um sábado maravilhoso para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Bah disse...

Eu fui em Meoto Iwa... tirei fotos das pedras... só uma pena pq não comprei um colar de pérolas para mim rs... comprei pra minha mãe e presente e esqueci de mim rs...

Lugar lindo esse... o bom é um café que tem com vista pro mar... lindo!

Kisu!

ManDrag disse...

O mundo espiritual está em nós e ao nosso redor. Só precisamos trabalhar os olhos da alma para aprender a enxergá-lo.
Desde muito tempo que a minha curiosidade sobre o Shintoísmo vinha crescendo. Quando pomos uma questão a resposta sempre vem até nós...

Bem hajas, pela luz no caminho!

Abraço

Andy Santana disse...

Muito obrigado pela visitinha e pelo comentário, e fico mto contente q vc gostou da entrevista com a Betty, ela é mto fofa e querida...

adorei o seu blog com mtas referencias orientais... e tb já virei teu seguidor!

beijos e um otimo fds!!

Fernanda disse...

Loli! Amiga linda!

Li agora o teu comentário no DT&S e fiquei tristinha :(

Grey or blue, chear up!
Tomorrow you'll be fine ... and so will I!

Estou agora a recuperar dos efeitos de uma noite dormida a correr...
Já de madrugada, vi o meu computador bloqueado com um virus daqueles que não sabia o que fazer.
Esteve o José hoje até às 15:00 a eliminá-lo e a recuperar tudo.
Um pesadelo!
Fiquei com enxaqueca, talvez pela tensão, não sei ao certo.

Amiga, foi pena que não tivesses tido oportunidade de cumprir o teu calendário...tão interessante o programa que tinhas.
Que pena!

Amanhã volto para comentar o que ainda não li.

Estive a virar o Rau do avesso.
Agora o background é a imagem real, de uma as duas janelas (das cinco, na sala) que dão para aquele lado do meu jardim.
O layout é uma foto incrível do José, feita há dias, quando um pintassilgo insistia em entrar janela dentro!
Agora é a Casa do Rau.

Espero encontrar-te mais animada amanhã.

Desculpa esta conversa aqui, em vez do comentário...
Prometo voltar para saber de ti e ler a Parte IV sobre o Shintoísmo.

Huge hug and loads of love.

Cammy Redling disse...

Oiiiii Loli!!!
saudades....
Espero que eu nao tenha escrito nenhuma informacao errada a respeito dessa cultura japonesa de amarrar os pes. Eu recebi um e-mail com essas fotos e depois procurei um pouco na internet...mas nao achei muita coisa sobre isso..
Mas eu achei muito interessante, ha muito tempo atras tinha visto aqui uma reportagem na tv tbm...

Loliiii Parabens pelo sucesso do seu Blog!!!
Fico super feliz de ver!!! O Banzai esta bombando!!
Com mais de 100 seguidores!! Fico feliz de fazer parte desse desenvolvimento de sucesso!!
Um bjao!!!
Obrigada por escrever para mim!!
Agora vou dar uma olhadinha nos seus posts anteriores...
bjs Cammy

Cammy Redling disse...

Oiiiii Loli!!!
saudades....
Espero que eu nao tenha escrito nenhuma informacao errada a respeito dessa cultura japonesa de amarrar os pes. Eu recebi um e-mail com essas fotos e depois procurei um pouco na internet...mas nao achei muita coisa sobre isso..
Mas eu achei muito interessante, ha muito tempo atras tinha visto aqui uma reportagem na tv tbm...

Loliiii Parabens pelo sucesso do seu Blog!!!
Fico super feliz de ver!!! O Banzai esta bombando!!
Com mais de 100 seguidores!! Fico feliz de fazer parte desse desenvolvimento de sucesso!!
Um bjao!!!
Obrigada por escrever para mim!!
Agora vou dar uma olhadinha nos seus posts anteriores...
bjs Cammy

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Vc viu o ritual feito nessas rochas?
Aquele que os pescadores ou pessoas da população regional atravessam essa corda? é muito bonito!

em Okinawa tem as Noro, no norte tem as Itako. Quero falar das Itako, é lindo o ritual delas de iniciação espiritual (elas sobem o rio vestidas de noiva, para se casar com as forças shinto).

gosto de Enoshima!
bjs e bom domingo!

Beth/Lilás disse...

Lolipop, querida!
Mais um lindo post sobre o shinto que hoje mesmo conversei com meu marido sobre estas postagens interessantes e bonitas andas fazendo. Ele também mostrou-se interessado no assunto. Pena que por aqui pelo Rio de Janeiro, tivemos tão pouca influência da colônia japonesa como é de S.Paulo para baixo do Brasil!
E esta rocha e toda simbologia nela inserida, lembrou-me de uma muito bonita que tem aqui no bairro em que moro perto da praia do Ingá, pois lá tem uma rocha parecida com essa saindo do meio do mar. Agora, toda vez que passar em frente a ela, vou lembrar-me desta sua história shintoista.
um beijo grande carioca

Andy Santana disse...

Linda, a Gisele continua impecável não é? Bom domingo e uma maravilhosa semana. Beijão!!

doce cabana disse...

Olá!
passei por aqui para te conhecer....me encantei com seu blog, suas idéias...Parabéns viu? Sou uma nova blogueira, cheia de gás....venha me conhecer no www.docecabanna.blogspot.com e www.cabannabreshopping.blogspot.com. Adoraria ter vc como seguidora. vendo vestidos e makes, e agora vou entrar com corsets, relógios, enfim, tudo para mulher. Aceito sujestoes....adoraria que conhecesse meu trabalho. EStarei sempre por aqui...Sucesso, saúde e paz!!!1 Ótima semana.
beijos

Denise disse...

Oi flor!

Já ouvi falar destas pedras, me encantei com a história e fiquei com vontade de visitar esse lugar... lindo post!

Bjinhos!

Fernanda disse...

Querida Loli!

Descobri hoje ... que ainda não tinha comentado este post.
Gosh! Am I in need of therapy or what?

Que lindo amiga, cada vez sonho mais com esse paraíso onde tenho certamente raízes.

Obrigada pelas viagens que ne proporcionas.

Beijinhos

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger