terça-feira, 7 de setembro de 2010

LIVROS E JAZZ EM KANDA-JIMBOCHO

"What a race of readers the Japanese are!" - a frase é de Edmund Blunden e data de 1947, depois da visita deste á zona de livrarias de Kanda-Jimbocho, uma das minhas zonas favoritas em Tóquio.
Kanda-Jimbocho é o paraíso para qualquer amante de livros. As mais antigas livrarias de Tóquio estão aqui. Os livros empilham-se, e há estantes a dar para a rua, ao alcance de todos. 
Há imensos livros e revistas antigas em segunda mão, e aquele cheirinho bom a alfarrabista.
Mas há também lojas com gravuras Japonesas...
E pequenos restaurantes tradicionais...
E se na esquina duma rua sossegada depararem com este letreiro, não deixem de entrar.
Aqui fica o BIG BOY, que foi buscar o nome a um mítico café-jazz que em tempos existiu em Quioto.
Lá dentro, está KUNIHIRO HAYASHI-SAN, que já foi designer gráfico de profissão, com um gosto pelo jazz desde a adolescência, conseguiu concretizar há quatro anos o seu grande sonho: abrir um café-bar onde se ouvisse jazz enquanto se conversa, bebendo o melhor dos cafés, das 10 da manhã ás 5 da tarde, e à noite uma cerveja, um whisky, um vinho...até ás 11.
Os 2500 vinis e os 1500 CD's aqui dispostos são completados por mais pelo menos 3000 guardados em casa.
Na montra exibem-se raridades que convidam a entrar...
Devo a Hayashi-san muitos sorrisos, muitos brilhos nos olhos, muita alegria mesclada com nostalgia, o jazz é isso mesmo. Devo-lhe um presente precioso, sobre o qual hei-de postar. Devo-lhe a fusão da cidade com melodias...o meu "Tokyo State of Mind".
Domo arigatou gozaimashita!

15 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

É muito bom conhecer um pouquinho dessa país. Quem sabe um dia ainda vou lá.
Bjux

ONG ALERTA disse...

Linda história, paz.
Beijo Lisette.

Lívia Azzi disse...

Que delícia passear por estes livros. Eu nunca tinha visto estantes deles a dar para a rua, bem dinâmico!

Um beijo!

disse...

Muito lindo de se ver em fotos, fico imaginado vivenciar então. Passear por entre estes livros, ouvindo jazz, curtindo o ambiente, alimetando o interior que deve ficar saltando de tanta felicidade. Bjoss

diariodumapsi disse...

Ei Loly
Adorei ver as livrarias.
No Brasil os livros são muito caros, lá os preços são mais acessíveis?
Afagos...
Gd beijo

Ana Martins disse...

Boa noite Margarida,
muito convidativo este seu post, posso até imaginar o prazer de sentir o cheiro de tantos livros e conhecer todos os outros recantos que aqui nos apresenta.

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Fernanda disse...

My sweet and dear Margarida!

Vir até ti é uma verdadeira e fabulosa forma de viajar ...

de conhecer esses encantos e cantos míticos...

de sentir o cheirinho a livros, até na rua (incrível)...

de ver o brilho no teu olhar, um sorriso aberto e quase trémulo de emoção, nesse pub onde eu seria tão feliz quanto tu...

Thanks to you, I'm also in a Tokyo sate of mind!

Beijinhos doces,


PS. Acho que te faz aqui falta uma música de fundo bem japonesa!!! Não concordas???

Beth/Lilás disse...

Ahh, se meu filho lesse este post ficaria encantado por conhecer tão rico local. Ele adora jazz e long plays antigos.
bjs cariocas

Meri Pellens disse...

Qualquer livraria para mim é um sonho. Adoro!!!
Beijos na alma, querida!

Denise disse...

Hayashi-san vive num lugar incrível!

Adoraria estar lá, consegui imaginar a atmosfera e o cheiro... sem dúvida um lugar imperdível para se conhecer em Tokyo.

Bjinhos carinhosos!

Nilce disse...

Oi, minha querida

Fiquei aqui imaginando você passeando neste lugar, escolhendo livros, gravuras, ouvindo jazz e tomando café.
Você ainda tem muito a nos contar dessa viagem maravilhosa.
Adorei o lugar e as fotos.
Obrigada por compartilhar.

Bjs no coração!

Nilce

PS: Fiquei sem net ontem, pra variar.

Betty Gaeta disse...

Oi Margarida,
Sabe que eu nunca tive vontade de conhecer o Japão, até conhecer vc? Qto mais vc fala de lá, mais a minha vontade cresce!
Bjkas e uma ótima quarta-feira para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Que saudade de Jimbocho...
eu sempre passava por ai depois do serviço. Adorava folhear os velhos livros. E o famoso café, eu que adoro vinil...
fora a simpatia do Hayashi san.

Cau. disse...

Uau! Quando morar em Tóqui (hehe) esse vai ser um lugar pra passar tardes monótonas, com certeza!
:)

"Hamilton H. Kubo - Profundo Pensar" disse...

Vejo que perdi muita coisa por aqui! rsrs
Adorei cada espaço que mencionou, mas devo dizer que ficaria mesmo é no BIG BOY, adorei a idéia de Hayashi-san.

Quem sabe um dia não passo por lá!

Beijos linda

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger