quarta-feira, 7 de julho de 2010

ESPÍRITO ZEN

"If you want to see, see right at once. When you begin to think, you miss the point."
Conta-se que um monge, saído duma lição com um mestre Zen, num determinado mosteiro, se cruzou com três monges viajantes, pertencentes a uma outra escola Budista. Um deles, terá perguntado: "How deep is the river of Zen?". Sem mais delongas, o monge Zen, preparou-se para atirar o autor da pergunta da ponte abaixo, para que ele próprio pudesse averiguar a resposta á sua questão.
Este exemplo, se bem que extremo, contém o essencial do espirito Zen. A insistência em lidar com a coisa em si, e não com abstracções vazias. Não confiar em conceitos para alcançar a verdade das coisas. A Vida, não cabe em generalizações, se assim fosse, o intelecto seria tudo, e os filósofos os mais sábios dos homens. Mas, como Kierkegaard já sublinhava, o filósofo constrói um palácio, mas está condenado a não viver aí. Tem um abrigo próximo, de onde olha aquilo que construiu.

Referências : Zen and Japanese Culture, Daisetz T. Suzuki

14 comentários:

Meri Pellens disse...

Concordo. Excelente texto.
Beijos na alma!

Wanderley Elian Lima disse...

Cada um tem que construir suas próprias verdades.
Beijos

Nilce disse...

Oi, Margarida

Pra variar fiquei "fora do ar" a tarde toda.
Socorro com essa operadora.

Bjs no coração!

Nilce

Marliborges disse...

Oi Margarida!
Os dois extremos são perigosos. As generalizações contém injustiças mas as individualizações também. A equidade seria o ideal. Mas como conseguir?
Bjsssssss

disse...

De arrepiar!!! Esse é daqueles que dependendo da ocasião e do tempo poderá ter várias interpretacões, diferentes e iguais. Bjos amiga!

Betty Gaeta disse...

Oi Margarida,
Lindo o texto, mas me impressionei com esta história de jogar o outro no rio! Zen?!?
Bjkas e uma ótima quinta-feira para vc.

Ana Luisa disse...

Só para dizer que nem sempre posso "grudar" no teu blog; contudo,quando o abro, fico sempre estupfacta com as "coisas" lindas que postas.
...E quantos comentários de seguidores...
Jinhos mil.
Puka

Ana Luisa disse...

...No primeiro comentário faltou uma letra em estupefacto que, por isso, apareceu mal escrita...

Ângela disse...

Margarida minha amiga querida, se é que entendi, esse post me fez pensar em uma frase que sempre digo para minha filha caçula, a quem vivo cobrando certas atitudes...- Você prefere aprender batendo a cabeça, não adianta eu querer falar e te ajudar...No meu papel de mãe, preferiria não joga-lá no rio.
beijokas e borboletinhas com muita ternura.

Fernanda disse...

Hi sweetie!
O hayou gozaimasu!
Last but not least, I hope!

Querida Daisy, se precisasse de alguma explicação para justificar o meu fascínio pelo Oriente, aqui teria encontrado logo mais uma.
Os ensinamentos são profundos e apresentados da forma mais simples, mas eficaz e claramente perceptível.

Sabes? a futilidade é algo que também me irrita ao ponto de às vezes sentir desejos de jogar pessoas borda fora... you know what I mean!

Yesterday evening, I was hurt by someone I used to trust immensely...I'm still on the mend...feeling somehow nostalgic :(
Every cloud has a silver lining,right?
Even if things look very bad, there must be some good outcome as well.
I already feel a lot better, just by letting you know.
Arigato gozaimasu!

Hugs

Talles Azigon disse...

o Marli tem toda Razão toda Generalização é perigosa, é preciso sempre estar em equilíbrio

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

O pessoal confunde o zen com falta de ação e pasmaceira. Que Zen é encher a mente de nuvens e esquecer do mundo real.
Como diz um mestre muito famoso aqui, Zen não é estado vegetativo e sim ativo com sabedoria.
Temos que encontrar o equilíbrio de ouro aristotélico, que muitas vezes pode morar em um extremo, creio eu.

Gostei muito desse post. Curiosidade: vc tem religião? Eh budista ou xintoísta? Ou católica, protestante, atéia, etc? Curioso e indiscreto eu..."gomen nasai ne".

Cammy Redling disse...

Oiiii Loli!!!
Tentei comentar o post de cima...mas nao encontrei o link para comentar...
Querida Loli!!
Eh apanhando que se aprende...
As vezes o melhor seria a gente aprender com o erro dos outros, mas isso quase nunca acontece, ate que nos mesmos erramos para aprender...!!
Um lindo FDS!!! Com sorvete!!! kkk
Bjao Cammy

Michelle Lynn disse...

As verdades e os conceitos são múltiplos, depende de quem os constrói.

Acredito que para saber a resposta de muitas das questões da vida é preciso antes de tudo vivê-las... e ainda sim, corre-se o risco de não conseguir absorver a resposta...

Bjosss mil!

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger