terça-feira, 25 de maio de 2010

TÚMULO DE JESUS CRISTO NO JAPÃO?

 Em Aomori, no Japão, fica uma remota vila Japonesa de nome SHINGO (conhecida também por Herai) onde, em 1935, teriam sido descobertos por um famoso investigador, Kyomaro Takeuchi, documentos antigos em hebraico, contendo evidências que indicavam que essa vila albergava o túmulo de Jesus Cristo. Os documentos causaram grande alarido na imprensa da época e teriam sido alegadamente confiscados pelas autoridades e encerrados num museu em Tóquio, entretanto destruído durante os bombardeamentos da II Guerra Mundial. 
Actualmente, o sítio onde supostamente se localiza o túmulo está devidamente assinalado...
e está rodeado dum parque com jardins e um museu onde se reunem documentos históricos e evidências da presença de Cristo naquele local.
A lenda, contada pelos habitantes da vila e publicada em brochuras turísticas diz que:
"Quando tinha 21 anos, Jesus Cristo veio ao Japão e estudou teologia durante 12 anos. Voltou à Judeia com 33 anos, para pregar, mas as pessoas daí rejeitaram os seus ensinamentos e prenderam-no para o crucificar. Mas, foi o seu irmão Isukiri, que tomou o seu lugar na cruz. Jesus Cristo, tendo escapado da crucifixação, continuou as suas viagens e finalmente voltou ao Japão, onde se instalou nesta vila, Herai, e viveu até aos 106 anos. Neste lugar sagrado, o túmulo da direita é dedicado a Jesus Cristo, enquanto o da esquerda celebra o seu irmão Isukiri. Tudo isto está escrito no Testamento de Jesus Cristo."
No parque estão também os túmulos da família Sawaguchi, que sempre terá tomado conta do local desde tempos imemoriais. Os Sawaguchi são o equivalente dos Saint-Clairs no Codigo da Vinci, são considerados descendentes de Cristo. A sua casa no parque, ostenta um emblema muito semelhante á Estrela de David, símbolo dos Hebreus desde tempos ancestrais.
Em 2004, o Embaixador de Israel veio a Shingo doar uma placa com uma inscrição em Hebreu:
"Esta placa é uma oferta da cidade de Jerusalém como símbolo da amizade entre o estado de Israel, a cidade de Jerusalém e Shingo"
De acordo com o Professor Eiji Kawamorita, uma autoridade em cultura Hebraica, as líricas das canções entoadas anualmente no Festival de Cristo, ali celebrado, cuja origem e sentido se perdeu nos tempos, teriam sido originalmente língua Hebraica.
Tudo isto figura na Wikipedia, e mais delhadamente neste site, donde também retirei as fotos.

13 comentários:

Nilce disse...

Margarida

Ser blogueira é aumentar a cultura. Maravilhoso post. Fiquei impressionada com a lenda.

É delicioso saber sobre outras culturas.

Obrigada por dividir conosco tanta coisa, tanto conhecimento e pesquisa.

Bjs no coração!

Nilce

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Esse é um dos temas q eu vou abordar ainda rs.
Está certo q aqui no Japão qse ninguém é cristão, mas acho tão curiosa essa história.

Tem até um estudo que analisa a música tradicional do local, que contem algumas palavras sem sentido em japonês, mas que tem em aramaico! rs.
Eh interessante, não é?

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Tanta história, tanta lenda... O que é verdade? O que é mentira?
Mas é interessante ler estas coisas magicas!

Denise disse...

Olá Margarida!

Que bacana esse post, mais uma história pra gente enriquecer nosso conhecimento!

Bjs, ótimo dia!

disse...

Olá Margarida, em primeiro lugar quero te agradecer imensamente pela poesia, lá no Blog, sou movida a emoção e você abasteceu meu tanquinho. Muito obrigada! Sobre o tema que você abordou, achei muito interessante, uma ponte entre ocidente e oriente. Bjosss

andreia inoue disse...

vi recentemente uma reportagem falando sobre isso.
Achei super interessante, a adorei seu post.
um beijao.

Betty Gaeta disse...

Amei o post! eu não sabia desta história. Achei fantástica.
Eu tb tenho um robe oriental, de cetimazul com um dragão bordado nas costas,mas este eu só uso no verão. Aqui está frio, daí tirar o roupão atoalhado do armário.
Bjkas e um bom dia.

Felipe Nasca disse...

Uau, história fascinante!!

Meri Pellens disse...

hehehe... Não sei nem o que dizer. Se isso for verdadeiro mesmo, destruiria por completo as bases do cristianismo.
Beijos na alma!

Elisa no blog disse...

Que interessante.
Não conhecia essa história apesar de morar no Japão há anos.
Elisa

Tia Ném disse...

Olá, Margarida.

Tenho um amigo que é descendente de Japonês. Ele fala e escreve fluentemente, pois, estudou e morou no Japão durante 10 anos. Veio ao Brasil passear e aqui encontrou seu "príncipe encantado", então voltou ao Japão pagou seus encargos devidos ao governo fez as malinhas e atualmente mora em Minas Gerais. Quando morávamos na mesma cidade ele relava fatos não só do Japão, como de todos os países visitados por ele. É maravilhoso conhecer novas culturas. Esse fato eu já conhecia, relatado por ele. Muito interessante e um tanto curiosa essa história, por sinal. Bjs: Tia Ném.

Astrid Annabelle disse...

Muito interessante Margarida!
Eu conheço esta mesma história, mas onde ele, Jesus, teria passado o resto da sua vida na Índia.
Também sabia que quem foi crucificado foi o irmão dele.
Verdade ou mentira não importa. É muito bom desmistificar os dogmas criados com um único propósito pela igreja católica...manter o poder sobre os fiéis.
Lindo post!
Beijo grande e agradecido por ter me convidado!
Astrid Annabelle

Anónimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis precio

Blogs Amigos e Recomendados

 
Copyright © 2010/2011 Banzai.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger